Precisamos falar de Segurança no Trânsito

É preciso de atenção de todos, inclusive do cidadão.

Há anos o Mais Notícias defende a bandeira da educação no trânsito. Semanalmente dedicamos uma página do jornal para destacar o respeito ao pedestre e às leis que regem o comportamento de motoristas, e desde o nascimento deste periódico já publicamos centenas de matérias e cadernos especiais sobre o tema. Porém, por maiores que tenham sido nossos esforços em melhorar a convivência de pedestres e veículos em nossa cidade, ainda há muito o que fazer.

Uma iniciativa que merece destaque é a criação do  “Movimento Paulista de Segurança no Trânsito”, que semana passada realizou uma audiência em Ribeirão Pires para discutir propostas e criar um plano de ação para implantação de políticas públicas para redução de acidentes e óbitos no trânsito.

O encontro, com participação da Sociedade Civil e do Poder Público formalizou a formação de um comitê em atendimento ao Protocolo de Intenção, documento assinado no dia 14 de março pelo prefeito Kiko Teixeira e que incluiu a cidade no movimento encabeçado pelo Governo do Estado. A assinatura do documento e a criação da comissão são passos essenciais para que Ribeirão Pires receba investimentos do programa, recursos esses que chegam a R$ 1,1 milhão que será aplicado em medidas de redução de acidentes de trânsito.

A falta de gestão eficiente sobre a segurança viária pode estar a caminho de ser resolvida com iniciativas como referido Movimento. Além disso, o Estado já disponibiliza para o Município uma importante ferramenta de monitoramento. O INFOSIGA-SP (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo) é uma ferramenta técnica que contabiliza e divulga mensalmente os óbitos decorrentes de acidentes de trânsito nos 645 municípios paulistas. Os dados coletados ajudam a mapear as zonas de maior incidência, possibilitando a criação de um plano preciso de ação, mas para ser eficiente, precisa de boa gestão técnica.

Assim, o uso correto dessas ferramentas, visitas de diagnóstico e a construção de um bom plano de ação, contendo medidas preventivas e melhorias com relação à infraestrutura, fiscalização e conscientização, poderão nos aproximar de um ambiente ideal, harmonioso e seguro no trânsito. É preciso de atenção de todos, inclusive do cidadão.

 

Compartilhe