Para conquistar, é preciso se organizar

A 11 dias para o final do ano, não há torcida que esteja mais feliz do que a do Corinthians, que acaba de se sagrar campeão do mundo de clubes pela segunda vez em sua história com uma vitória convincente sobre o Chelsea, da Inglaterra, um dos times mais ricos (e poderosos) do planeta.

A conquista marca o ápice de uma história heróica, que remonta ao fim do ano de 2007. Naquele momento, ao contrário do que acontece agora, a mesma torcida alvinegra lamentava a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro, o fundo do poço e triste desfecho de uma história que começara três anos antes, quando o clube fechou uma malfadada parceria com o nebuloso MSI, fundo de investimentos radicado na Inglaterra e bancado por empresários russos.

Naquele momento, que poderia ser chamado de fundo do poço, foi decretado o renascimento. O clube se uniu e, sob a batuta de Andrés Sanches, um grupo com personagens diferentes daqueles que viviam o seu dia a dia iniciou uma corajosa e ousada recuperação, em que o clube subiu degrau por degrau para grandes conquistas que vieram a seguir, tanto esportiva quanto administrativamente.

Vieram títulos, o tão sonhado estádio (sede da abertura da Copa), jogadores importantes como Ronaldo Fenômeno e, por fim a esperada conquista da Taça Libertadores da América, sempre com o suporte de uma umbilical relação com a torcida que fez jus ao nome e se mostrou fiel tanto nas horas de baixa quanto de alta. O apogeu do renascimento, no último domingo, foi o título mundial.

A rápida recuperação, que do fundo do poço ao topo do mundo durou apenas quatro anos foi resultado principalmente da organização, aquela palavra que muitos pregam e poucos aplicam. O Corinthians mostrou que um ambiente organizado aumenta a produtividade e fica menos suscetível a influências externas. Isso vale para um clube, uma residência, a administração pública e até mesmo para uma simples carteira. São lições que, por mais simples que pareçam, podem tornar a vida melhor.

Nós, do Mais Notícias, esperamos que esta breve história inspire a você, caro leitor, e também aos novos prefeitos e vereadores para que tragam novos ares e também uma vida melhor a todos os brasileiros. Afinal, a partir da organização vêm as conquistas e, para chegar a estas, é necessária a evolução, não só para 2013, mas também a todos os anos. Um feliz natal e próspero ano novo com mais notícias felizes.

Compartilhe