O sonho destruído, agora só em 2016

Nascido em Ribeirão Pires, Edinaldo de Menezes, o Dedé da Folha (PPS) é casado e pai de dois filhos, um ainda para nascer. Ao longo dos seus 41 anos viu seu pai criar o Jornal Folha de Ribeirão e participar da vida pública da cidade como vereador. O exemplo dentro de casa e a vontade de buscar o melhor para o município fez com que Dedé sempre tivesse como objetivo ser prefeito.

Para seus fãs um lutador, para os demais apenas um perdedor

Em 2004, na primeira vez que se candidatou, foi eleito vereador. No mandato, entre 2005 e 2008, Dedé foi líder de governo nos dois primeiros anos e em 2007 e 2008 foi eleito presidente da Câmara Municipal.

O trabalho à frente da Câmara lhe deu força no grupo e em 2008 foi o escolhido para ser candidato a vice-prefeito na chapa do prefeito Clóvis Volpi rumo à reeleição. A dupla foi eleita com 73% de votos validos, cerca de 44.034.

Essa experiência administrativa fez com Dedé se sentisse capacitado para buscar seu objetivo maior e finalmente realizar seu grande sonho: estar à frente da prefeitura, mas infelizmente toda essa bagagem política não foi o suficiente para eleger o candidato.

Durante sua campanha para vereador em 2004, Dedé foi acusado de utilizar do seu próprio jornal para publicar matérias ao seu favor. Dois anos depois foi condenado e como pena ficou três anos sem poder se candidatar.

Em 2010 tivemos a aprovação da lei “Ficha Limpa”, que proíbe qualquer pessoa se eleger pelo período de oito anos. No inicio de 2012 ficou decidido que a mesma seria retroativa, sendo assim Dedé se enquadraria na lei e não poderia sair candidato este ano. Ignorando a lei, o político continuou sua campanha até o final, mesmo após todos os recursos negados.

Seu nome até esteve nas urnas, mas não adiantou de nada. Mas não podemos negar que Dedé, apesar dos sucessivos fracassos, trabalhou até último minuto. Foi para a rua, apresentou propostas e fez a sua parte. Para seus fãs um lutador, para os demais apenas um perdedor.

 

Por Carla Legner

Compartilhe