Mães não devem forçar filhos a serem atores nem modelos

De acordo com Kátia Costa, psicóloga e psicanalista do Consultório de psicologia Joanna de Angelis, a mãe que força o filho a seguir determinada carreira, pode fazer com que ele tenha, na fase adulta, doença psicossomática, ansiedade, depressão e até seja usuário de drogas.

Psicóloga Kátia Costa orienta mães a respeitarem as vontades dos filhos

Querer que o filho seja artista, modelo e ator é comum entre as mães, mas é preciso tomar cuidado. As vontades devem sempre partir da criança, aos pais só resta incentivar. “A única interferência que cabe é ajudar a criança a se descobrir, sem embutir nenhum desejo na cabeça dela”, afirmou Kátia.

A importância de delegar a escolha para a criança é grande. Assim, no futuro ela terá responsabilidade total sobre seus erros e acertos profissionais. Quando a mãe obriga o filho a seguir uma área profissional e ele não consegue ser bem sucedido, acaba duplamente frustrado, primeiro pela sua derrota e segundo por não ter suprido a expectativa da mãe. “A criança não pode carregar o peso de ser o que a mãe quer, isso é tortura psicológica”, enfatizou Kátia.

Priscila Ripoli é mãe de Enzo Luigi de dois anos, colocou seu filho para fazer comerciais e garante que para ele é divertido.  “Geralmente ele esta junto com outras crianças, e acaba brincando. Até o momento não se prejudicou, ele adora. Não vou forçar nada, tudo vai depender da vontade dele”, relatou.

Motivada pelas pessoas que comentavam sobre a desenvoltura do menino, a mãe resolveu agenciá-lo e investir na carreira artística dele. “Ele ama tirar foto. Na TV, quando aparece alguma criança em programas, ele fala que quer ir lá”, explicou.

Sobre as mães que, assim como Priscila vêem aptidão natural no filho, a booker Michelle Moreira tem um conselho a dar. Ela ressalta que ser modelo/ator, é uma profissão e que é importante enfatizar isso para os pequenos. “Quando uma criança vê outra na TV, ela não imagina o quanto foi difícil e trabalhoso para aquela criança estar ali. Explique isso para seu filho e nunca deixe que ele troque uma prova na escola, por um dia de teste, pois não basta ter um rostinho bonito, tem que ser inteligente”, declarou.

Enzo Luigi, 2 anos, adora posar para fotos

Michelle, além de booker é produtora e trabalha no meio artístico desde 2002. Começou na agência Mega trabalhando com adolescentes, viu muitas modelos chegando novinhas, com muitas dificuldades, e depois de um tempo virando top models.

Atualmente a produtora trabalha na agência Aiuny, e lida com atores adultos, mas lembra da época que trabalhava como ‘assistente de casting’ e tinha muito contato com as crianças. “Pude perceber que têm muitas mães que ‘obrigam’ os filhos a fazer o que elas acham ‘bonitinho’, porém tem mães que deixam a escolha livre. Conheço casos do filho querer muito e a mãe não deixar, pois a primeira opção são os estudos”, disse.

Ir contra também pode ser traumatizante, a psicóloga Kátia reforça que toda relação deve ser feita com base no respeito. “Respeite seu filho, deixe que ele curta a infância, incentive quando sentir necessário, mas sempre ouça o que ele tem a dizer, dê exemplos que condizem com suas atitudes. Educando não precisa influenciar, ele saberá mostrar para você o que quer e trilhar um caminho certo por si só”, finalizou.

Compartilhe