Mãe dos ares, coração na terra

Em homenagem ao Dia das Mães, conversamos com uma mãe que tem que se superar para conciliar o trabalho e os cuidados com sua filha por conta de necessidades profissionais.

Thais e a filha Maria Luiza: Amor que não tem distância

Ex-moradora de Ribeirão Pires e atualmente em Campo Grande (MS), Thais Campos é comissária de bordo da companhia aérea Pantanal e, exatamente por isso, tem que ficar distante por vários dias. “Morro de saudades dela, mas é necessário”, afirma.

Exatamente por isso, ela tenta fazer com que os períodos de folga, em que pode ficar com a filha Maria Luiza e o marido, Elton Martins, sejam de qualidade, de forma a minimizar a dor da distância: “Na minha escala atual dá para conciliar, já que fico cinco dias fora e cinco em casa. Nesses dias, sou mãe e esposa em tempo integral, passo o máximo de tempo possível com ela”.

Mas chega o momento da ausência. E neles, Thais conta com uma ajuda mais do que especial: “quando não estou em casa, meu marido cuida dela e acaba sendo pai e mãe ao mesmo tempo”, afirmou. Durante o trabalho, é inevitável, sente falta de sua filha. Mas ela encara isso de bom humor: “mato a saudade com os filhos pequenos dos passageiros e sempre falo para todos da minha filha… morro de saudade dela sempre”. Todo o esforço, diz, é válido por um único motivo: “É muito difícil, mas, para poder dar o melhor para a Maria Luiza, é preciso tudo isso”.

No Dia das Mães, a data especial que celebra o amor materno, ela conseguiu sempre estar com sua filha e assim será também este ano “graças a Deus”, ressaltou. Para as mães que assim como ela tem que se dividir entre o trabalho e os filhos, Thais deixa um conselho: “aconselho a ter Deus no coração e não pensar que sua ausência vai ser para o mal. Tudo o que a gente faz, de coração, querendo o bem para nossa família é válido. Se eu saio de casa hoje é por causa da Maria Luiza. Se o futuro dela vai ser brilhante é por conta do meu esforço e ela sabe disso”.

Compartilhe