ACIARP quer Núcleo de Mulheres Empreendedoras

Boas ideias devem servir de exemplo. É seguindo esse raciocínio que a ACIARP (Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires) quer trazer para a cidade o Núcleo de Mulheres Empreendedoras, tendo como modelo a ação já desenvolvida na ACISA (Associação Comercial e Industrial de Santo André).

Eliete, da ACIARP (ao centro) recebeu as integrantes do Núcleo de Mulheres Empreendedoras da ACISA, que explicaram como funciona o trabalho do grupo

“Em um café da manhã realizado em abril, a ACIARP reuniu 25 empresárias dispostas a fazer um trabalho diferenciado na cidade, que contribuísse, de alguma forma para minimizar nossos problemas junto aos órgãos públicos, tentar reivindicar melhoria na nossa infraestrutura para a indústria, comércio e nós sabíamos que a FACESP (Federação das Associações Comerciais de São Paulo) tem um grupo de mulheres empreendedoras e que podíamos conseguir algumas coisas através dele, como palestrantes, facilitadores. Pesquisamos, então, onde tinha um Núcleo que pudesse fazer uma palestra para explicar como nos organizar e as meninas da ACISA se prontificaram na hora a vir”, conta Eliete Vieira, diretora administrativa da ACIARP.

As integrantes do Núcleo andreense participaram de um café da manhã na sede da ACIARP, no último dia 14, para apresentar o que vem sendo desenvolvido pela ala feminina de lá, que está em atividade desde 1º de abril de 2008. O projeto nasceu com a intenção de fortalecer a mulher nas pequenas, médias e grandes empresas, com palestras e cursos que pudessem atualizá-las e, assim, enriquecer cada vez mais a companhia das quais faziam parte. “Nas reuniões que temos mensalmente, dividimos experiências e isso é muito importante. Traz uma força muito grande, somos muito unidas. Temos também ações com o SEBRAE, que proporciona cursos, palestras, além de desenvolvermos ações sociais. Isso ajuda para que cada uma tenha um valor e um conhecimento da cidadania, que possa trabalhar em prol da mulher. Nossa intenção é valorizar a mulher. É o estar junto, dividir experiências, renovar informações e participar da cidade”, fala Selma Monteiro Coutinho Nogueira Cobra, vice-presidente de Marketing e Desenvolvimento Social da ACISA. Atualmente, o Núcleo de Mulheres Empreendedoras da ACISA conta com 40 pessoas atuantes.

Os cursos e palestras são abertos à visitantes, o que proporciona uma outra visão às mulheres. “Tem mulher que não era empresária e depois da participação no Núcleo acabou abrindo uma empresa. A gente tem muitos cursos do SEBRAE, palestras que dão muita orientação, tudo isso é importante, além da troca que a gente tem, com uma orientando a outra, trocando experiências”, diz a presidente do Núcleo, Regina Guirelli.

Conhecido como funciona o projeto, a ideia é implantá-lo na ACIARP o quanto antes. “As mulheres empresárias de Ribeirão Pires somam 30% do total de empresas, é bastante mulher. O Núcleo vai trazer para Ribeirão Pires a oportunidade das mulheres participarem mais ativamente das decisões no município, sejam no âmbito de desenvolvimento econômico, turístico, social… Nós achamos que está na hora de aproveitar as ideias, o que elas têm para contribuir para que a nossa cidade caminhe de uma forma melhor”, conclui Eliete.

Compartilhe