PERCA O MEDO DE PORTUGUÊS

Raramente assisto a cessões no cinema!

Ah, infância, que falta você me faz! A saudade foi tanta que me peguei a rever algumas coisas do passado, entre elas, um antigo caderno de enquete da oitava série, que me deixou nostálgica. Ao ler acabei me surpreendendo com uma resposta de um amigo meu na qual ele dizia raramente assistia a cessões de cinema.

Confesso que, a princípio, dei algumas gargalhadas, mas depois fiquei matutando se todas as pessoas questionam-se a respeito desta palavra quando a falam. Imaginei se, em uma conversa por aí, seria coerente perguntar “de qual cessão você está falando?”, mas isso realmente não teria lógica, pois com a fala “praticamos as palavras” com frequência, porém, com a escrita, é diferente. A maioria das pessoas escreve muito menos do que deveria para praticar a escrita e isso dificulta a compreensão de certas “coisas” no nosso idioma.

Na língua portuguesa temos uma infinidade de palavras que podem nos confundir pelas suas semelhanças, seja na ortografia, seja no seu sentido. Elas são divididas em três grupos: palavras homófonas (mesma pronúncia, mas escrita e sentido distintos, exemplos: assento (algo para sentar) ou acento (sinal de acentuação)), homógrafas (grafia idêntica, pronúncia e significados diferentes, exemplos: molho (caldo) ou molho (verbo)) e as parônimas (significados diferentes, formas semelhantes e sons parecidos. Exemplo: conserto (ato de consertar algo) ou concerto (espetáculo).

Não se assuste, caro leitor, pois conhecemos essas palavras, só talvez não saibamos defini-las ao certo. No caso que citei a pronúncia é a mesma, mas a escrita fica de acordo com o significado.

Há quatro tipos de “cessões”: Sessão, seção, secção e cessão. Usamos sessão para denotar o tempo que dura uma reunião ou mesmo o ato de assistir a algum espetáculo. Exemplo: Paulo está fazendo sessões diárias de fisioterapia. Essa palavra advém do latim “sessio” e que significa “sentar-se”. Logo, sessão dá a ideia de algum tipo de grupo. Assim, todas as sessões que exijam da pessoa que ela se sente é escrita com três “S”.

Seção equivale à divisão, repartição de algum setor ou parte de um todo. Exemplo: Não sei onde fica a seção eleitoral. A “forma” secção não é comum, mas também existe. Use seção ao invés de secção (embora coexistam as duas formas), porém use secção em casos correspondentes a corte, amputação (secção da aorta) ou em casos derivados (intersecção). Por fim, cessão significa o ato de ceder, ou seja, transferir algo. Exemplo: A cessão de seus bens foi aceita. Espero que meu amigo tenha mudado a opinião e faça cessão aos nossos convites e que agora assista conosco às sessões no cinema.

Sérgio Simka é professor nas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP).

Alessandra Simões dos Santos, formada em Letras pela FIRP, é professora e revisora de textos.

Compartilhe