Em time que está ganhando não se mexe

Por Gazeta

Desde que o prefeito Saulo assumiu, fortes boatos dão conta do cancelamento das diversas parcerias existentes entre a Aciarp, Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires, e a Prefeitura. Os atuais convênios concedem à entidade a administração da Vila do Doce, dos boxes da rodoviária, do sanitário público e da Zona Azul, sem falar na parceria para a organização do Festival do Chocolate, sob os quais nunca ouvimos nenhuma reclamação mais consistente.

Na linguagem popular, são verdadeiras “buchas” que, além de dar muito trabalho, exigem pessoal capacitado e alta dose de organização. É notório que privatizar é a melhor maneira de se gerir certos bens públicos desde que a outorga destes próprios seja concedida a entidades cuja capacidade de gerência seja comprovadamente eficaz o que, por sinal, é o caso da Aciarp.

A proposta de alguns “aventureiros” apoiados por alguns poucos vereadores e contando talvez com o beneplácito de algum secretário de criar uma associação própria para gerir a Vila do Doce não vai dar certo. Outro grupo, que deseja a Associação Comercial fora da Zona Azul e é contra esta instituição que vem trabalhando nela com muito acerto só precisando talvez automatizar a cobrança com o auxílio de modernas máquinas que poderiam ser adquiridas pela Prefeitura com gerência da própria Aciarp, talvez já esteja pensando em algum tipo de propina ao defender a entrega dos estacionamentos públicos a uma empresa de fora.

Quanto aos boxes da rodoviária, já dá até para imaginar os conchavos e a inadimplência de uma cobrança feita diretamente pelo poder público. Sem falar no Festival do Chocolate, o que pode ser o prenúncio do cancelamento de outra parceria que há anos vem dando resultado com ganhos para nossos empreendedores e cidadãos.

Será que iremos assistir a mais um daqueles episódios onde interesses escusos colocam na zona de rebaixamento um time francamente vencedor?


Compartilhe