Além do Mais…

Ônibus da Discórdia I

A palestra que o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab ministrou na última segunda acabou desencadeando no assunto “passagem de ônibus”. Questionado sobre o assunto, o atual presidente nacional do PSD não se furtou a falar sobre os subsídios aplicados sobre o valor. Segundo ele “foi uma opção de governo” para que a passagem fosse o “mais barata possível para a população”.

Ônibus da Discórdia II

Um munícipe, que esteve presente à reunião, falou à boca pequena que se esse recurso fosse usado pela Prefeitura de Ribeirão Pires, poderíamos ter ônibus mais em conta. Saiba o amigo que isso é virtualmente inviável, já que, para se ter um exemplo, em São Paulo, no ano de 2012, mais de R$ 1,5 bilhão foi gasto só para bancar essa diferença. Agora, que daria para ajustar a margem de lucros da empresa de ônibus para algo mais condizente com a realidade, isso daria…

Zé Nelson 2016?

No ato de filiação de novos membros ao PSD, três deles tiveram suas fichas abonadas pelo ex-prefeito paulistano: Gerardo Sauter, Felipe Mendes e Anderson Grecco, todos sob os olhares atentos de Zé Nelson, veterano da legenda. Feliz da vida em ver a legenda crescer, o vereador era todo sorrisos durante o evento. No final, questionado se não poderia ser candidato a vice-prefeito em 2016, esbanjou confiança: “faça uma pesquisa e você verá que meu nome é forte e pode ser lançado até para prefeito”.

Olho nele!

Se considerarmos que Zé Nelson, considerado o “Rei da Quarta Divisão”, já está em seu quinto mandato consecutivo e é considerado “bom de votos”, essa é uma possibilidade que nem de longe pode ser descartada. Vale lembrar que seu partido, o PSD, está engrossando suas fileiras com nomes de peso e tende a crescer ainda mais na cidade. Por agora, ele faz parte do grupo de sustentação do governo, mas como o futuro à Deus pertence…

Olha o ponteiro!

Por conta da coletiva de apresentação do Festival do Chocolate, a sessão da Câmara ficou um tanto esvaziada por parte da imprensa, que teve que se dividir entre as coberturas simultâneas. Entretanto, alguns munícipes entraram em contato conosco para reclamar do horário, quarta-feira, 10h30 da manhã, horário em que a maior parte das pessoas não pode acompanhar as sessões. Falando em horário, bem que poderia começar mais cedo ou ao menos no horário, já que não raro os trabalhos ultrapassam o meio dia ou vão bem além disso. Na semana passada, por exemplo, o turno encerrou as 14h. Como se diz na Internet: #ficaadica.

Compartilhe