Além do Mais – 10/11/2016

Jeitinho brasileiro I

Um candidato majoritário perdedor já famoso por suas falcatruas, tentou burlar a Justiça Eleitoral falsificando recibos de doação de cidadãos beneficiários pelo Bolsa Família, que em função da irregularidade tiveram o benefício suspenso. Até agora o tal candidato só havia prejudicado a políticos ou a si próprio, agora anda até tirando o pão da boca dos menos favorecidos.

Jeitinho brasileiro II

Dizem que é mais difícil achar água no deserto do que mal pagador quando foge das dívidas. Outro candidato derrotado que não conseguiu fechar as contas por não pagar dívidas de campanha, não atende telefone e quando procurado manda dizer que não está. Vida dura essa de prestador de serviço a políticos derrotados…

Filho de Samurai I

Dentre as muitas mudanças no secretariado de Saulo Benevides, uma chegou a ser alvo de discussão na Câmara Municipal: a indicação de Koiti Takaki Junior, filho do secretário de Governo, Koiti Takaki, para a Secretaria de Política Comunitária e Institucional (SPCI). Com isso, ele seria responsável por administrar, por exemplo, os conselhos municipais, como o de Saúde, de Segurança e de políticas para minorias, entre outros. Aos 21 anos, estudante, teve sua nomeação questionada pelo vereador Renato Foresto (PT), que prometeu questionar a Prefeitura sobre os critérios que levaram a sua nomeação.

Filho de Samurai II

Todavia, talvez o questionamento de Renato Foresto não seja nem respondido. Isso porque, segundo fontes ligadas à gestão, ele não deve sobreviver além do feriado como titular da pasta, uma vez que será exonerado do cargo pelo prefeito nos próximos dias, dando lugar a alguém mais experiente. Vale ressaltar que a Prefeitura, em defesa do jovem, alegou que “todos os secretários são capacitados para exercer as funções, independente de idade”.

Cadeiras geladas

O sucessor de Koiti Junior, aliás, mal terá tempo para esquentar a cadeira, até porque as emendas de feriado estão virando rotina neste fim de gestão Saulo. No começo do mês, com Dia do Servidor, emenda e o Dia de Finados, foram nada menos que 5 dias consecutivos dedicados ao lazer, com serviços como as UBS fechados. Agora, lá se vão mais dois dias, 14 e 15 de novembro, com “enforcada” e emenda de feriado. Ah sim, e com todos os serviços, incluindo as já citadas UBS, sem operar. Desse jeito não há cidade que aguente!

Samba ou Bolero?

Falando em assentos gelados, a Câmara também está se especializando no assunto. Duas sessões-relâmpago seguidas, com todos os itens adiados e menos de 5 minutos dedicados à Ordem do Dia. Mais uma pode pedir música no Fantástico!

 

Compartilhe