Síndrome de Munchhausen em animais de estimação

Eliana Maciel de Góes

Médica Veterinária

CRMV 4534

O papel que os animais de estimação representam na vida das pessoas tem assumido uma importância progressivamente maior. Independentemente de idade, sexo, condição social e nível de instrução, cães e gatos ocupam um importante espaço no universo cotidiano e emocional das pessoas. Esses estreitos laços entre os homens e seus animais de estimação podem gerar relações saudáveis, cujos efeitos benéficos na qualidade de vida das pessoas são bem conhecidos. Infelizmente, a intensidade dessas relações pode tomar rumos pouco saudáveis, gerando distúrbios comportamentais e condições mórbidas que afetam o homem e, conseqüentemente, seus animais.

A Síndrome de Munchhausen é uma doença psiquiátrica de seres humanos

A Síndrome de Munchhausen é uma doença psiquiátrica de seres humanos em que o paciente, de forma compulsiva e contínua, provoca ou simula sintomas de doenças, sem que haja uma vantagem óbvia para tal atitude que não seja a de obter cuidados médicos. Artigos tem sido publicados relatando a ocorrência desta síndrome envolvendo animais de estimação. Os casos relatados se assemelham àquele observados em crianças, em que os sintomas são causados ou forjados pelas próprias mães.Da mesma forma, os proprietários buscam, por meio da suposta doença de seus animais de estimação, a atenção, o cuidado e a simpatia do médico veterinário. Com receio de que essa atenção cesse com uma “suposta cura”, o cliente perpetua as queixas. Os aspectos observados em cães e gatos incluem visitas excessivamente freqüentes aos veterinários, alegando sinais clínicos vagos ou não identificados por eles, solicitação insistente de medicamentos e exames complementares mesmo quando os animais se apresentam clinicamente sadios, mudanças constantes de veterinários diante da recusa em medicar sintomas ausentes e relatos de perda de peso e anorexia em cães e gatos nitidamente saudáveis. Nas formas mais graves, o proprietário pode gerar os sinais por meio de violência física contra os animais (cortes, queimaduras, fraturas, etc.), envenenamento intencional, intoxicação medicamentosa, ingestão forçosa de corpos estranhos, entre outras injúrias. É uma síndrome que merece atenção, pois apesar de parecer engraçado ou bizarro, esconde uma condição grave que afeta o homem e põe em risco seus animais de estimação.

Compartilhe