Ribeirão Pires tem programa de descarte de eletrônicos

Com o crescimento e a evolução da tecnologia, cada vez mais as pessoas querem substituir seus aparelhos eletrônicos antigos por outros mais modernos. Isso nos leva a um grande empasse: O descarte desses eletroeletrônicos e o impacto que eles podem causar ao meio ambiente.

Você já imaginou os danos que os lixos eletrônicos, também conhecidos como e-lixos, causam ao meio ambiente se forem eliminados de maneira incorreta?

Trailer localizado na Vila do Doce recebe equipamentos eletrônicos diariamente

Trailer localizado na Vila do Doce recebe equipamentos eletrônicos diariamente

Se descartados de forma inadequada, os materiais podem gerar riscos ao meio ambiente. Principalmente devido aos metais pesados existentes em sua composição, como o mercúrio e o chumbo. O aterro desses materiais pode contaminar os solos e também os lençóis freáticos.

Além disso, a fabricação desses produtos consome uma grande quantidade de recursos naturais. Por exemplo, um laptop exige 50 mil litros de água em seu processo de fabricação, sem contar que a vida útil de alguns equipamentos é considerada curta, o que leva ao descarte de forma consideravelmente grande.

Para termos uma ideia, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em fevereiro de 2013, o número de aparelhos de telefone celular já ultrapassava mais de 176 milhões. Dados preliminares da Anatel indicam que o Brasil começou 2014 com 272,4 milhões de celulares.

 

Dentre os aparelhos deixados no posto de coleta, as pilhas são as mais descartadas

Dentre os aparelhos deixados no posto de coleta, as pilhas são as mais descartadas

Ribeirão atenta ao meio ambiente

Com a preocupação em preservar o meio ambiente, desde 2011 a Estância Turística de Ribeirão Pires, recolhe aparelhos tais como monitores, TVs, computadores, celulares, pilhas, entre outros, e os usam em reciclagens. Só no ano de 2013 foram arrecadados cerca de três mil quilos de materiais eletrônicos.

Com o apoio da Sephama (Secretaria de Planejamento Urbano, Habitação, Meio Ambiente e Saneamento Básico), tudo o que é recolhido vai para a COOPERPIRES (Coop Material Reciclável de Ribeirão Pires), localizada no Parque Aliança. Lá os cooperados são treinados e capacitados para manusear os materiais com toda a segurança. Após serem desmontados, os materiais são vendidos a cooperativas parceiras especializadas em eletroeletrônicos.

 

Onde fazer o descarte

Na região do ABC, apenas três cidades possuem pontos de coleta (Santo André, Mauá e Ribeirão Pires).

Em Ribeirão, quem quiser se desfazer de seu eletroeletrônico, pode ir até a Praça da Vila do Doce, onde há um trailer que recebe esse tipo de material. O trailer funciona de segunda a sexta, das 9h às 16.

Outras informações sobre o posto de coleta podem ser obtidas diretamente com a Sephama pelo telefone (11) 4828-9100.

 

Dicas de Sustentabilidade

Exercite o consumo consciente: Antes de comprar seu eletroeletrônico, verifique se ele é econômico, se a empresa que o produz possui sistema de reciclagem, e o mais importante, se você realmente precisa de um aparelho no momento.

Preservando recursos naturais: Siga as orientações do fabricante para a redução do uso de energia e para a durabilidade do aparelho.

Use o máximo possível: Troque seu aparelho somente se não houver mais condições de uso. Caso contrário, não o troque por “modismo”.

 

Responsabilize-se pelo destino após o descarte: Procure postos de coleta de eletrônicos ou doe para as cooperativas capacitadas.

 

Use seu aparelho de forma consciente. O meio ambiente agradece.

Compartilhe