Revoltados com Rodoanel, vereadores disparam contra SPMar

Na sessão ordinária da Câmara Municipal realizada na manhã de ontem, os grandes prejuízos causados pelas obras do Rodoanel na cidade. Em requerimento assinado pelos vereadores Banha e Gabriel Eid Roncon, foram solicitadas providências em relação aos danos causados na região.

Obras causam muitas reclamações na cidade

No último final de semana, houve uma manifestação de moradores da Vila Suely que, revoltados com a situação, fizeram uma espécie de cordão para impedir o trânsito de caminhões. Esta é apenas uma das muitas queixas que a população apresentou nos últimos dois anos, desde quando tiveram início as obras.

Em sua fala, o vereador Renato Foresto lembrou que “em março ou abril eles vão ‘picar a mula’ e deixarão a cidade a ver navios”. Jorginho da Autoescola endossou as palavras do companheiro e foi além: “devemos procurar o MP para ver o que pode ser feito antes que a SPMar vá embora e não cumpra o que foi prometido. A empresa não está respeitando a população”.

O presidente Banha também cobrou a abertura do contrato existente entre a Prefeitura e a empresa: “é importante termos acesso ao contrato para sabermos exatamente o que será feito pela empresa. A Rua São José, por exemplo, segundo o engenheiro, não está no contrato e será reparada pela prefeitura, que terá que arcar com o prejuízo”. Ele ainda disse que “há má fé” e que a Casa deve “interceder para agir junto com os moradores” e até mesmo “parar a obra”. Silvino Castro, por sua vez, ponderou a “falta de respeito dessa empresa com nosso povo. Temos que dar um basta”.

O líder de governo Hercules Giarola ressaltou que a cidade ainda teve mais prejuízos: “a demanda é maior que isso. A SPMar nos deve mais de 18 milhões de ISS e nem fala em pagar. Eles ganharam a concorrência em Belo Monte (usina hidroelétrica localizada no Pará) e já falam em terminar a obra rapidamente para se concentrar lá. Temos que mobilizar a cidade de Ribeirão Pires para parar a obra e receber esse dinheiro”.

Os vereadores ainda lembraram outras demandas não cumpridas pela empresa, antes de definirem que farão uma mobilização na próxima semana a fim de cobrar mais responsabilidade da SPMar. “Essa camara irá reconstruir a história de Ribeirão Pires. Estou indignada com a postura da SPMar. Chegou a hora de darmos um basta e não deixar mais essas empresas virem aqui e fazerem o que quiserem”, concluiu a vereadora Cleo Meira.

Compartilhe