Reciclagem de alumínio, uma prática que compensa

Quando se fala em reciclagem o primeiro material que vem em mente é o alumínio. Por ser o terceiro elemento mais encontrado na crosta terrestre, o alumínio é amplamente utilizado na indústria mundial, seja nas populares latinhas de refrigerante ou nos componentes eletrônicos em geral. Com isso, não é de se admirar que pelo seu valor de mercado, a sucata de alumínio permite a geração de renda para milhares de famílias brasileiras envolvidas da coleta seletiva e transformação final da sucata.

O Brasil recicla quase 100% das latas de alumínios vendidas no mercado

O Brasil é campeão em reciclagem de latas de alumínio desde 2001. Ao todo, o país recicla aproximadamente 97,6% das latas vendidas (números apurados em 2010), ou seja, quase 18 bilhões de latas de alumínio recicladas, enquanto isso, os Estados Unidos reciclavam apenas 58,1% em medição do mesmo período. Na década de 20, data dos primeiros registros de produção de utensílios de alumínio no país, o setor utilizava como matéria prima a sucata importada de vários países. Nos anos 90, com o início da produção das latas no Brasil, a reciclagem do metal foi intensificada, registrando volumes cada vez maiores.

Além de benéfico e rentável, o processo de reciclagem desse material é simples. O método resume-se no derretimento do metal, e sua reutilização em diferentes formas. Esquadrias de janelas, componentes automotivos, eletrodomésticos, latas e até mesmo obras públicas, como rodoviárias, podem ser feitas com o uso do material reciclado. A reciclagem não danifica a estrutura do metal, que pode ainda ser reciclado infinitamente e reutilizado na produção de qualquer produto com o mesmo nível de qualidade de um alumínio recém produzido por mineração.

Desta forma, a reciclagem do alumínio gera benefícios para o país e o meio ambiente, além de ser menos custoso de obter do que através da sua produção por mineração. A propósito, a reciclagem requer apenas 5% da energia usada em todo o processo de extração do ambiente natural e sua industrialização. Por isto, a reciclagem tornou-se uma atividade importante para esta indústria.

Curiosidades – Um quilo de alumínio corresponde a aproximadamente 74 latas do material; O alumínio líquido (700 °C) demora até duas horas e meia para atingir o estado sólido; O ciclo médio de vida de uma lata de alumínio é de 30 dias, desde sua produção até seu retorno já reciclada; O processo de reciclagem de alumínio libera apenas 5% das emissões de gás de efeito estufa; A reciclagem de uma única lata de alumínio pode economizar energia elétrica necessária para manter um televisor ligado durante 3 horas ou uma lâmpada de 100 watts por 20 horas.

Compartilhe