Os animais também merecem respeito

ELIANA MACIEL DE GÓES

MÉDICA VETERINÁRIA

CRMV 4.534

Desde tempos remotos o Homem mantém fortes laços afetivos com algumas espécies animais, porém este relacionamento nem sempre é harmonioso No dia-a-dia podemos observar arbitrariedades praticadas pelo homem que destrói a dignidade destes seres geralmente indefesos, ao promover abusos, maus tratos e crueldade, ou ao adestrá-los para torná-los violentos e portá-los como armas, quando não os abandonam à toda sorte de riscos transformando-os em vítimas inocentes e vetores de doenças afetando inclusive a saúde pública.

Adoção é um ato de amor

Assim, basta percorrer as ruas das cidades para esbarrar em vários destes cães, vítimas da irresponsabilidade de pessoas que não os veem como seres sencientes que são, ou seja, sentem dor, fome, frio, medo, tristeza como qualquer outro ser vivo.

A simples remoção destes cães de rua não elimina o problema, uma vez que esta prática causa um desequilíbrio na população atingida, pois reduzindo seu número, aumenta a sobrevivência dos que ficam causando aumento da taxa de natalidade e a aproximação de animais das regiões vizinhas. Consequentemente, em pouco tempo se restabelece o número antigo e, muitas vezes, origina o surgimento de doenças e conflitos que antes não existiam.

É necessária a adoção de uma série de medidas preventivas como esterilização, manejo ambiental, registro e identificação de animais, legislação e principalmente educação. Sem dúvida, a conscientização das pessoas em relação a forma de tratar os animais é primordial para que o abandono possa ser evitado. Antes de adquirir qualquer animal, através de adoção ou mesmo ao comprá-los de canis particulares, é preciso estar ciente que a vida média gira em torno de 12 a 15 anos e que durante este período os animais precisam receber todos os cuidados necessários para seu bem estar, o que inclui abrigo, alimento, cuidados veterinários, higiene, vacinação e principalmente carinho e atenção por parte de seus responsáveis.

Em 1978 a UNESCO reconhece os direitos dos animais através da Declaração Universal dos Direitos dos Animais e a Lei Federal nº 9.605 de 1988, denominada “Lei dos crimes ambientais” em seu artigo 32 passa a considerar crime (antes eram apenas contravenções penais) os maus tratos contra quaisquer animais, o que inclui o abandono.

ADOÇÃO É UM ATO DE AMOR

ADOTE UM CÃO! No CCZ há vários cães aguardando um lar: são animais sadios, vacinados, vermifugados, castrados, meigos, lindos e carentes.

Faça uma visita para conhecê-los                        Informações: 4824 3748

Compartilhe