Controle de populações de cães e gatos em áreas urbanas

Por Dra. Eliana Maciel de Góes, veterinária

O Centro de Controle de zoonoses objetiva  a promoção da saúde pública e da saúde/bem estar dos animais, além da preservação do meio ambiente. A prevenção de zoonoses incorpora programas interligados ao controle de populações animais, sendo possível conhecer a dimensão e composição dos estratos populacionais das espécies e identificar a importância epidemiológica para os diversos âmbitos de atuação. Desta forma, evitam-se interferências intempestivas em grupos de animais e promovem-se ações de guarda responsável, evitando agravos, abandono e morte prematura de espécimes.

O controle de populações de cães e gatos tem mais ênfase em áreas urbanas devido a maior proximidade e interação com grupos humanos. Programas educativos devem ser desenvolvidos e mantidos permanentemente. Um deles é o registro e concessão de licenças aos proprietários de animais, com respaldo em legislação municipal  para que a identificação do proprietário permita o acompanhamento das formas de manutenção dos animais sob sua responsabilidade, os cuidados para prevenir doenças, a oferta de abrigo, alimentação e cuidados nos locais de manutenção, evitando-se  o comprometimento do bem estar do animal, respeitando-se as condições de vida da comunidade do entorno, preservação do equilíbrio ambiental e outros quesitos relativos a guarda responsável. A legislação deve prever penalizações aplicáveis aos proprietários dos animais, em casos de desrespeito ao disposto em seus artigos.

Outro programa é o recolhimento seletivo daqueles animais encontrados sem controle de supervisão em vias públicas e que possam constituir riscos ou apresentarem sinais de sofrimento. O programa de adoção oferece a possibilidade de manutenção de grupos de animais em equilíbrio ecológico, pois quando mantidos em supervisão e controle de mobilidade, asseguram a formação de uma barreira biológica contra agentes de doenças imunossuprimíveis.

O controle de natalidade também faz parte do programa de controle de populações de cães e gatos e todos devem ser trabalhados em conjunto, uma vez que ações isoladas perdem eficácia e eficiência.

Os CCZ’s podem estabelecer parcerias com outros órgãos, estabelecimentos veterinários e representantes de organizações da sociedade civil, a fim de ampliar sua abrangência, otimizar a utilização de recursos públicos e cumprir seus objetivos de promoção e preservação da saúde, seja humana ou a de animais, preservação do meio ambiente, propiciando a melhoria da qualidade de vida das comunidades.

Procura-se um lar!

 Pitbull fêmea castrada, mansa, procura um dono.

Vacinada e vermifugada. CCZ: 4824-3748

Compartilhe