Volpi inaugura UPA e lança desafio a sucessor

No último sábado, foi realizada a inauguração da nova UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Ribeirão Pires, localizada no mesmo local onde será localizado o futuro Hospital Santa Luzia.

"Ribeirão deixou de ser apêndice do ABC" Clóvis

Em seu discurso, ele exaltou o fato de ser a única UPA localizada dentro de um hospital e também prometeu a entrega do prédio para dezembro: “caberá ao próximo prefeito ou prefeita concluir e entregar”, ressaltou, antes de afirmar que já “há R$ 5 milhões em caixa para isso”.

A seguir, fez uma breve análise dos quase oito anos de gestão, que se encerram em dezembro e até mesmo arriscou dizer qual foi o maior problema que enfrentou: “as intempéries de 2009 e 2010 foram uma sina”, afirmou, antes de ressaltar que a sua gestão teve de fazer 21 muros de arrimo. Ele também valorizou seus antecessores “desde o Arthurzinho até a Maria Inês”, que, junto a ele, trabalharam para que a cidade chegasse ao estado atual: “Ribeirão Pires deixou de ser o apêndice do ABC”, completou.

Ao final do evento, Volpi comentou esta obra e outras e ressaltou que teme que o seu sucessor não faça uma administração: “vejo muita bobagem sendo dita, coisas que são impossíveis de se fazer (…) não há dinheiro para isso. ”, explicou antes de comentar a situação jurídica atual, em que Saulo Benevides (PMDB) e Dedé da Folha (PPS) estão com as respectivas candidaturas questionadas na justiça: “O Dedé está sendo penalizado por uma falha, um erro e o Saulo deve ser penalizado pelo mesmo erro. Feliz de quem for segundo”.

Compartilhe