Vicentinho visita indústria de Ribeirão Pires

O deputado federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT) esteve em Ribeirão Pires na última segunda-feira para visitar a 4ª Divisão Indústria e Comércio de Móveis, localizada no bairro de mesmo nome.

Mauro Coelho da Construmob e Maria Inês, Alberto Figuel, Leandro dos Graficos e Naum Kagam

A empresa é uma das maiores do país, com negócios em todo o território, fornecendo material tanto para grandes varejistas, como as Casas Bahia, Lojas Cem e Marabrás, quanto para revendedores menores.

Vicentinho esteve acompanhado do dono da indústria, Alberto Fliguel, da pré-candidata a prefeita de Ribeirão Pires, Maria Inês, e de Mauro Coelho, diretor social do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra (Construmob).

Lá, ele pode conhecer o parque fabril, acompanhando o passo a passo da produção dos móveis, desde a prensagem dos compensados até a embalagem final. No caminho, demonstrando simpatia, fez questão de cumprimentar a todos os funcionários da empresa que se mostraram surpresos e felizes com a visita, que estava em sua agenda oficial. Ao final da visita, ele participou de um almoço no Hotel Estância Pilar.

Mauro Coelho ressaltou a importância da presença do deputado federal na cidade, inclusive perante os trabalhadores, que se mostraram muito felizes com o ilustre convidado: “Foi uma visita muito importante para demonstrar o bom trabalho que ele vem desenvolvendo para a região”.

Sobre Vicentinho – O deputado Federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho, é natural de Santa Cruz de Inharé, hoje Campo Redondo (RN). Filho de trabalhadores rurais sem terra, foi agricultor e minerador.

Aos 20 anos, deixou Acari (RN) até os vinte anos rumo a São Paulo, onde iniciou sua militância política. Em 1981 foi eleito vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema, o que lhe gerou perseguição por parte da ditadura militar. Em 1987 chegou à presidente da entidade. Em 1992 coordenou a unificação dos sindicatos de São Bernardo, Diadema e Santo André e tornou-se o primeiro presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Em 1994, assumiu a Presidência da CUT, sendo reeleito em 1997.

Em 2003, formou-se Bacharel em Direito, um ano depois de se eleger deputado federal, tendo sido reeleito em 2006 e em 2010, quando foi considerado, pelo sexto ano consecutivo, um dos parlamentares mais influentes do  Congresso Nacional.

Compartilhe