Veteranos dão show e goleiam seleção de Ribeirão Pires

No último sábado, uma constelação de craques desfilou pelo Estádio Felício Laurito, sede do Ribeirão Pires FC, no amistoso entre a Seleção Paulista de Masters e a Seleção de Ribeirão Pires.

 

Paschoal apresentou o melhor desempenho do jogo

Com as presenças de renomados ex-atletas como Evair, Müller, Axel, Paulinho Kobayashi e Sérgio, a partida reuniu um excelente público que lotou as dependências do clube e gostou do que viu. No primeiro tempo, a vantagem da Seleção Paulista foi total. O placar foi aberto com um belo gol de Magu, atleta da cidade que reforçou o time e bateu cruzado, sem chances para o goleiro Paschoal. Após alguns minutos, as estrelas aceleram o jogo e começaram a colecionar gols. Pedro Paulo, de cabeça, após linda assistência de Paulinho Kobayashi, marcou o segundo, seguido por Axel, que recebeu livre na pequena área após grande trama ofensiva. O quarto gol foi uma pintura. Evair recebeu na área, deixou o zagueiro ribeirãopirense literalmente sentado e bateu na saída do goleiro Paschoal que ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o tento. Justiça seja feita, ele foi o melhor em campo, tendo feito milagre em bolas de Capitão e Axel.

 

No segundo tempo, já com vários reservas em campo, a equipe local diminuiu após Márcio Bomba cometer uma penalidade máxima sobre Amaury. Ele mesmo bateu e fez o gol de honra. Os veteranos ainda fizeram mais dois gols, com Michel, após assistência primorosa de Evair, que fechou o placar após mais um drible desconcertante. Fim de jogo, 6 X 1 e muita festa para os torcedores, que tiram fotos, pediram autógrafos e conversaram com os eternos ídolos.

 

“É sempre bom receber o carinho do torcedor, que nos trata bem onde quer que vamos. O resultado pouco importa, o fundamental é dar a alegria para os torcedores”, explicou o goleiro Sérgio, que ainda comentou a situação do Palmeiras, clube em que mais se destacou, no Campeonato Brasileiro: “o Palmeiras precisa jogar todos os jogos que faltam no Brasileiro como se fossem decisões. Se for assim, com certeza o resultado vem. Se não, é perigoso entrar de vez no rebaixamento e não sair mais”, concluiu.

Compartilhe