logo
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2015

Ultrassonografia Mamária X Mamografia

Quando se pensa em exames para prevenção de câncer de mama, o que vem à mente é sempre o rastreamento com mamografia anual, sem considerar as limitações do método.

A ultrassonografia não substitui a mamografia, e sim é um complemento desta

Nos Estados Unidos, as limitações da mamografia no diagnóstico de câncer de mama em mulheres com mamas densas vêm sendo debatidas envolvendo organizações criadas por mulheres ou familiares que tiveram o diagnóstico tardio de câncer, devido à densidade alta de suas mamas, apesar de se submeterem à mamografia de rotina.

Mas o que são as mamas densas?

Durante o envelhecimento da mulher, após os 30/40 anos, há uma substituição do tecido fibroglandular (tecido que produz leite) pelo tecido adiposo (gordura) e este tecido fibroglandular no exame mamográfico apresenta-se como áreas opacas, escondendo por detrás nódulos que possuem a mesma densidade, dificultando de maneira considerável o diagnóstico dos tumores, principalmente dos pequenos.

Na ultrassonografia, a mama densa facilita a detecção dos nódulos, enquanto o tecido adiposo dificulta. Concluindo: a ultrassonografia é o método indicado em mulheres com idade inferior a 30 anos ou que possuam mamas densas com idade mais avançada e na diferenciação de lesões visualizadas à mamografia.

Em 2008, foram publicados estudos que demonstraram que a adição de um único exame ultrassonográfico ao mamográfico pôde diagnosticar 28% a mais tumores que a mamografia isolada em mulheres com mamas densas e risco aumentado para câncer de mama.

Estudos posteriores mostraram que o rastreamento anual com a ultrassonografia associada à mamografia é significativamente mais eficiente para detecção precoce das doenças mamárias nestas mulheres. Lembrando que a ultrassonografia não substitui a mamografia, e sim é um complemento desta.

A mamografia ainda é o método de escolha no rastreamento e diagnóstico precoce de câncer de mama, devendo sempre que possível ser realizado anualmente após os 40 anos.

Dr. Valberto Fusari Jr.

Médico Ultrassonografista

Proprietário do Fusari Centro Diagnóstico por Imagem

CRM 109.792

PéssimoRuimRegularBomÓtimo (1 votos, média: 4,00 de 5)
Loading ... Loading ...

2 comentários para “Ultrassonografia Mamária X Mamografia”

  • Kely disse:

    Então eu fiz uma ultrassonografia das mamas, olha o que deu:

    Tecido celular subcutâneo sem alterações.

    Mamas simétricas, apresentando padrão eco-estrutural homogeneamente ecogênico, com predomínio do tecido fibroglanduar sobre o adiposo.

    Ausência de imagens sugestivas de massas mamárias sólidas ou císticas.

    Tecido adiposo retro-mamário sem anormalidades.
    Planos musculares e regiões axilares livres.
    Veias subclávias com calibres e contornos normais.

    CONCLUSÃO: Ultrassonografia mamária compatível com a normalidade.

    Mamas simétricas, apresentando padrão eco-estrutural homogeneamente ecogênico, com predomínio do tecido fibrogladuar sobre o adiposo. Essa parte não entendi muito bem!

    Está realmente tudo normal ?
    Obrigada!

    O que você achou deste comentário? Thumb up 0 Thumb down 6

  • carla disse:

    tecido mamário apresenta acotextura heterogenea, com predomínio fibroglandular nódulos ausentes. categoria 1 tenho 22 anos e nao tenho filhos o que é?

    O que você achou deste comentário? Thumb up 5 Thumb down 4

Deixe um comentário


  1. Por que é importante descartar corretamente as lâmpadas fluorescentes?Você sabia que a maior parte dos resíduos sólidos tóxicos produzidos no País é construída por lâmpadas, pilhas e baterias, ou seja, por lixo eletrônico? Cerca de 100 milhões de lâmpadas fluorescentes são consumidas por ano, onde mais de 94% são descartadas em aterros sanitários, sem nenhum tipo de tratamento, contaminando assim o solo e a água com metais pesados. As lâmpadas fluorescentes entram com tudo no mercado, já que são quatro vezes mais econômicas e duram mais em relação às incandescentes. O que veio beneficiar o bolso pode se tornar um grande inimigo do meio ambiente e da nossa saúde, quando descartadas de maneira incorreta. Elas são constituídas de vidro, alumínio, pó fosfórico e mercúrio, elemento químico tóxico que pode contaminar água, solo, animais, plantas e pessoas. Em dezembro de 2010, foi sancionada a Lei Nacional dos Resíduos Sólidos que tem como proposta a pratica de hábitos de consumo sustentável e um conjunto de instrumentos para propiciar o aumento da reciclagem e da reutilização dos resíduos sólidos. A Estância Turística de Ribeirão Pires, preocupada com o meio ambiente e com a saúde dos seus cidadãos, é considerada uma das poucas do Grande ABC que possuí posto de reciclagem de lixo eletrônico. Localizado na Vila do Doce o posto itinerante de Coleta funciona das 9h às 16h, de segunda a sexta. No momento o trailer esta em manutenção com previsão de volta para a segunda quinzena de março. A Estância conta também com alguns mercados da região que arrecadam pilhas e baterias além da disponibilização de caminhões pela Prefeitura para a realização do serviço de coleta seletiva no centro da cidade, coletando papel, plástico, vidro e metal, todo material coletado é encaminhado para a COOPERPIRES (Cooperativa Material Reciclável de Ribeirão Pires) localizado no Parque Aliança. Neste local ocorre à manipulação e a triagem dos materiais com toda a segurança, após serem desmontados os materiais são vendidos às cooperativas parceiras especializadas em eletroeletrônicos. Até o momento não existem no município lugares apropriados que recebam as lâmpadas fluorescentes. Segundo informações da Secretaria do Meio Ambiente de Ribeirão Pires, as lâmpadas queimadas e quebradas devem ser entregues no local de sua compra ou nos seus respectivos fabricantes, que são obrigados por lei a receber-las, algumas empresas especializadas em venda de materiais para construção como as lojas C&C e Leroy Merlin trabalham com um descarte próprio em parceria com uma empresa especializada em reciclagens de lâmpadas fluorescente.
  2. Saulo garante que Minha Casa Minha Vida vai sair do papel
  3. “Orelhão em Chamas”
  4. Secretaria de Meio Ambiente realiza convenio com empresa de água
  5. Elas voltaram! Mocreias reestreia em 8 de março



  1. Laila:Só para começar. Gramática?Que nome é esse?Desconhecido, não...
  2. Flávio:É um evento gratuito e só trás para a cidade malandros, drog...
  3. Maria Rosa:Conheço umas árvores dessas , numa área rural e, segundo a c...
  4. SANDRA:Bom dia! estou confusa na ultrassom diz que estou com 18 sem...
  5. ROSANDRA:Bom dia! estou confusa na ultrassom diz que estou com 18 sem...


“O escritor não transcreve a vida, inventa a vida”

Milton Hatoum