Ribeirão Pires recebe oito novos profissionais do Mais Médicos

Na última segunda-feira, os oito novos profissionais do que vieram para Ribeirão por meio do programa federal Mais Médicos foram apresentados na Secretaria de Saúde e Higiene. Eles fazem parte da leva que visa ampliar o número de brasileiros no programa. Todos eles, porém, são formados no exterior e já estão trabalhando há mais de uma semana. Durante a apresentação, estiveram presentes a secretária de Saúde, Patrícia Freitas, as diretoras das UBS’s (Unidade Básica de Saúde) do município, além do vice-prefeito, Gabriel Roncon.

De todas as cidades do Grande ABC, Ribeirão é a segunda que mais recebeu médicos, atrás apenas de Mauá, com 12. “Este

Profissionais já estão em atividade há uma semana/FOTO: Rodrigo Mozelli

efetivo vem para substituir outros oito que tiveram seus contratos vencidos”, disse a secretária Patrícia Freitas durante a solenidade. Ao todo, Ribeirão possui 15 profissionais do programa, sendo que somente as UBS’s do Centro Alto e do Centro não contam com tal demanda.

“A divisão dos médicos foi feita com base nos locais com mais população e em situação de vulnerabilidade social. Por exemplo: Quando chegamos, a UBS Guanabara, só tinha um médico. Identificamos a necessidade de ampliar o pessoal por lá e, agora, existem três”, afirmou Valquíria Souza Djehizian, Diretora Administrativa da Secretaria.

O vice-prefeito expressou seu contentamento com os dados de que, com os novos médicos, a cidade passa a ter 55% de cobertura na Atenção Básica, sendo que o mínimo é de 50%, além do aumento de 95% de pedidos de medicamentos preconizados atendidos. “Quando eu era vereador e quando assumimos a prefeitura, a Saúde estava caótica. Este será o único governo a dar jeito nela.”

Os novos profissionais são de regiões diferentes. Enquanto alguns são do Grande ABC, outros vieram de longe, como Rondônia e Acre. Caso de Alessandro Costa, 39 anos, que veio de Tangará da Serra, Mato Grosso e que se formou em Santa Cruz de La Sierra, Bolívia, em 2016. “Uma honra para nós, Ribeirão é cidade muito boa, acolhedora, gostei muito. O pessoal da Secretaria nos acolheu muito, muito bem.” O profissional está atuando na UBS Jardim Caçula.

Vale ressaltar que os médicos têm contrato de três anos podendo ser renovado a seis, todos os salários são pagos pelo Governo Federal e a Prefeitura realiza o pagamento de auxílio moradia, transporte e alimentação dos profissionais.

Compartilhe