Ribeirão Pires FC almeja mais destaque em 2014

José Maria Moura Lima, diretor social, e Edivaldo dos Santos, presidente do RPFC

José Maria Moura Lima, diretor social, e Edivaldo dos Santos, presidente do RPFC

O ano de 2013 foi muito positivo para o Ribeirão Pires F.C. A atual diretoria, que assumiu com a proposta de trazer o clube de volta para os sócios deu passos importantes neste sentido, com o retorno de eventos tradicionais, como os bailes noturnos de Carnaval e também novas atividades que atraíram grande público, fazendo com que o clube voltasse a ser assunto de forma positiva na cidade.

“Foi resultado de um trabalho crescente, que vem desde 2007. De lá para cá, praticamente dobramos o número de sócios que hoje chega a 9000”, conta o presidente do RPFC, Edvaldo dos Santos. Este número está dividido em cerca de 2800 títulos ativos, ou seja, cerca de 3,2 sócios entre titulares e dependentes por documento, o que já gera uma preocupação extra: “estamos chegando ao limite de títulos e, em breve, talvez tenhamos que suspender a venda”, uma prova de que o interesse pelo centenário “Ribeirão” está a todo vapor.

“Nosso desafio é manter o sócio ativo, para isso ouvimos o associado que junto com a transparência é, aliás, a marca da nossa gestão”, explica Edvaldo.

Para este ano, o objetivo é oferecer ainda mais serviços para o associado: “no ano passado, resgatamos o baile noturno de Carnaval, que foi sucesso e os sócios nos pediram para estudar a possibilidade de ampliar o evento em 2014. Para este ano, nosso plano é fazer duas noites”, explica José Maria Moura Lima, diretor social.

Na área esportiva, o RPFC também tem se destacado. No judô, por exemplo, o atletas Gabriel Rusca e Heitor Persiotti tem conseguido destaque, sendo inclusive indicados para as seleções brasileiras de suas categorias. O segundo deles, inclusive, recentemente foi campeão sulamericano. “Queremos manter o crescimento e o bom trabalho”, conclui o presidente.

Compartilhe