Ribeirão Pires adere ao programa Minha Casa, Minha Vida

Por Danilo Meira

A Prefeitura Municipal de Ribeirão Pires oficializou, na última segunda, a adesão ao programa Minha Casa, Minha Vida 2, do Governo Federal, que beneficiará a moradores da Avenida dos Manacás, no Jardim Serrano, que receberá um condomínio com 360 apartamentos e um investimento total de R$ 30,6 milhões.

Minha Casa Minha Vida beneficiará moradores do Jardim Serrano

As famílias a serem contempladas são habitantes dos 33 núcleos prioritários mapeados pela Administração, como o Morro do Careca, o Jardim Petrópolis e o Parque Aliança, entre outras áreas, com renda máxima de R$ 1.600, e que serão cadastradas em breve. Durante o período de financiamento, pagarão parcelas entre R$ 50 e R$ 160 mensais para quitação em dez anos. Além dos apartamentos, que ocuparão cerca de 100 mil metros quadros, está prevista a construção de um parque com cerca de 600 mil metros quadrados, em forma de compensação ambiental por conta das obras do Trecho Sul do Rodoanel.

A adesão da Prefeitura de Ribeirão Pires vem dois anos depois de a cidade ter anunciado a não adesão ao programa por conta de problemas com a Lei de Proteção aos Mananciais. A aprovação da Lei Específica da Billings, aliada as mudanças no Plano Diretor do município, viabilizou a mudança de posição.

Outras faixas de renda

O Minha Casa, Minha Vida 2 também contempla outras faixas de renda. A nova fase do programa, iniciada em julho, prevê o financiamento de aproximadamente 600 mil unidades para famílias com renda entre R$ 1.601 e R$ 3.100 e mais 200 mil para famílias com renda de até 5 mil reais.

Segundo a Caixa Econômica Federal, por meio da assessoria, as pessoas que por ventura tenham intenção de adquirir tais unidades não dependem do convênio para adquirirem seus imóveis. Neste caso, há um valor-limite de R$ 170 mil e juros entre 5% e 8,1% ao ano. As benesses do programa se aplicam apenas para imóveis novos.

Compartilhe