Quinze eleitos de Rio Grande da Serra são diplomados

Gabriel Maranhão (PSDB), prefeito eleito de Rio Grande da Serra, professora Marilza Aparecida, sua vice e os 13 vereadores eleitos da cidade tiveram uma tarde de festa ao receberem, das mãos do juiz eleitoral Glauco Costa Leite, os diplomas de autenticidade de poder. O documento atesta a legitimidade que os 15 têm como representantes do povo para o governo 2013-2016.

A sessão especial de diplomação é simples, não havendo oportunidade para que qualquer dos eleitos se manifeste. O magistrado Glauco Leite apresentou um breve discurso, ressaltando a liberdade democrática que o ato simboliza. “A diplomação é apenas uma das fases do processo eleitoral. O povo precisa estar atento, pois são essas pessoas (os diplomados) que vão tomar decisões que precisam ser baseadas nas necessidades da população”, disse.

Glauco lembrou o período da Ditadura Militar e a oportunidade atual das pessoas elegerem seus representantes. “Celebramos o direito ao voto e hoje é um dia de festa à democracia”, destacou o juiz responsável pela 382ª sessão eleitoral. Antes de concluir, o magistrado advertiu: “Não esqueçam que o poder dos eleitos é temporário por isso a responsabilidade por executar uma boa atuação é grande”.

O novo prefeito de Rio Grande da Serra foi o único que fez uso da palavra. Emocionado, Maranhão reforçou seu compromisso público. “Quando levamos nosso trabalho a sério e respeito público, as coisas saem do papel”, afirmou.

Após a celebração, atendendo a imprensa Maranhão explicou porque regressou à Secretaria de Obras após as eleições: “Voltei para a Prefeitura para agilizar os trabalhos para que de fato em dia 1º de janeiro possamos começar a administração trabalhando”. O prefeito eleito não perdeu a oportunidade de exaltar, com certo exagero, a gestão de seu padrinho político, o prefeito Adler “Kiko” Teixeira. “O nosso desejo é continuar esse brilhante trabalho que o nosso prefeito Kiko vem fazendo pela cidade desde 2005”.

Os vereadores eleitos de Rio Grande da Serra são: Claurício Bento (DEM), Agnaldo Almeida (PSDB), Benedito Araújo (o Dito do PT), João Mineiro (PTB), Messias Cabeleireiro (PV), Edivaldo Guerra (PV), Ebio Viana (o Bibinho do PSC), João da Pisil (PT), Cleson Alves (PT), Waldemar Perillo (PSDB), Angela Nunes (PSDB), Israel Mendonça (PDT) e Silvio Meneses (PMDB). Os suplentes dos vereadores deverão retirar os diplomas diretamente no cartório.

Grupo toma posse em Rio Grande da Serra em 1º de janeiro

Compartilhe