PT segue com planejamento e nega rumores sobre vice

O PT de Ribeirão Pires, alheio ao chamado enfrentamento direto, segue trabalhando duro e se organizando para as eleições deste ano, junto com os seis partidos que já firmaram aliança em torno da legenda.

Carlão afirma que chapa completa será conhecida apenas no meio do ano

Segundo o presidente do partido, o engenheiro Antonio Carlos, o Carlão, a fase atual é de planejamento junto aos aliados. “Estamos estabelecendo as diretrizes do plano de governo. Fizemos um grupo de estudo que está estabelecendo com os aliados algumas diretrizes do plano de governo”, explicou, antes de reassaltar: “todos os partidos participam em conjunto e igualmente das discussões”.

O presidente também analisou o quadro atual do período pré-eleitoral da cidade: “hoje, o cenário político de Ribeirão Pires é favorável ao PT e a população está se identificando com nossas discussões, que estão sendo feitas etapa por etapa. Nossa principal bandeira é o planejamento e as pessoas entenderam que, apesar de ser pré-campanha, será usado futuramente para todas as etapas do processo”.

O grupo se mostra coeso e tem se preparado intensamente: “estamos fazendo uma formação com nossos pré-candidatos a vereador há algum tempo”, ressaltou Carlão, que ainda completou: “nossos aliados estão entendendo que são aliados verdadeiros e não serão ‘vendidos’ ao longo do processo. As discussões estão sendo feitas com todos e nenhum passo é tomado sem a anuência de quem está no processo”.

Por isso mesmo, ele mostrou estranhamento com os rumores recentes dando conta de que o presidente da Câmara, Gerson Constantino, poderia ser o vice na chapa da pré-candidata Maria Inês. “Não há nenhuma discussão nesta linha. Não há abertura para nenhum componente de nosso grupo realizar este tipo de discussão. Queremos consolidar uma aliança que seja feita em cima de discussões políticas e também de confiança. A discussão do vice passará por todos os partidos aliados, no momento certo, na hora certa em cima de critérios técnicos e políticos”, concluiu o presidente.

Compartilhe