Prefeituráveis de Ribeirão Pires se enfrentam em debate e polarizam discussão sobre Saúde

Um debate organizado pelo jornal Diário do Grande ABC colocou lado a lado os candidatos a prefeito de Ribeirão Pires em um encontro para troca de perguntas que resultou em um embate voltado à Saúde de Ribeirão Pires. Saulo Benevides (PMDB), Maria Inês (PT), Alberto Ticianelli (PSOL) e Dedé da Folha (PPS) tiveram a chance de expor planos de governos, questionar e serem questionados por adversários, além de responder perguntas de jornalistas.

Nervosismos contidos, candidatos não se entregaram a discussões acaloradas

Logo no início do encontro, Dedé da Folha aproveitou a oportunidade para alfinetar seu adversário, Saulo Benevides. “Eu estava com saudades do Saulo que não esteve nos outros debates”. Maria Inês aproveitou a deixa para questionar Saulo sobre seu rompimento com o governo e declarou que o candidato do PMDB não representa mudança. “Em 2006 rompemos porque o que elaboramos no plano de governo não foi colocado em prática”, justificou Saulo ao reforçar que de lá pra cá procurou fazer oposição com responsabilidade. “O PV pecou na Saúde e esse foi um dos motivos do rompimento”, acrescentou.

A candidata do PT também respondeu prontamente quando questionada sobre desenvolvimento econômico: “Para crescer a economia temos que investir em Turismo que ainda não é realidade. Vamos investir em novas atividades econômicas que produzam riquezas para cidades”. Nesse aspecto, Dedé preferiu continuar na ofensiva: “No meu governo vou fazer o contrário do que o PT fez quando governou Ribeirão. Uma cidade com poucas empresas é uma cidade empobrecida. Vou fazer guerra fiscal e tornar Ribeirão atraente para o crescimento”. A petista apenas rebateu dizendo que guerra fiscal é uma medida ultrapassada para atrair empresas.

Alberto Ticianelli disparou contra Dedé ao questioná-lo sobre a Saúde. Demagogo, o popular-socialista apenas prometeu: “O São Lucas será um hospital referência para a mulher e a criança. A população vai ter orgulho de ser atendida”. Alberto rebateu dizendo que boa intenção todos tem. “Os candidatos precisam de compromisso e menos desvio de dinheiro. Espero comprometimento prático e não no discurso”.

Saulo questionou a participação de Dedé em um governo marcado por denúncias. “O SUS atende a todos. Vou implantar o Cartão Saúde, o prefeito terá conhecimento de tido o que se passa”, garantiu o governista.

A discussão em torno da Saúde até o final do encontro, com pequenas pausas onde os candidatos expuseram planos sobre o desenvolvimento econômico, transporte e habitação. Encerrando sua participação, Maria Inês cobrou a consciência do para que aplique o voto na experiência do governo do PT. Saulo insistiu em ser a opção da mudança. Dedé reforço o discurso de que procurou preparar-se por meio da teoria e da prática e o candidato Alberto Ticianelli concluiu dizendo: “As pessoas querem mudança. Nunca estive na política, sou o único que não tem vínculos com ninguém e gostaria de contar com o voto da população”.

Compartilhe