PR descarta romper com Volpi após saída de Mitidiero

No final da tarde da última terça-feira, Ribeirão Pires teve confirmada a sua primeira baixa no secretariado em 2012, com a saída do Dr. Jorge Mitidiero (PR) do comando da Secretaria de Saúde da cidade, cargo que ocupou nas duas gestões do atual prefeito Clóvis Volpi (PV).

“O prefeito pode fazer quaisquer mudanças que julgue necessárias”, afirma Nonô Nardelli, presidente do PR

A decisão, que teria sido tomada por conta de questionamentos em relação a contratos firmados pela pasta, deixará a Saúde da cidade sob comando de um interino, o atual secretário de Assuntos Jurídicos, Allan Frazatti Silva (sem legenda), que ficará com o comando das duas pastas.
Entre fatos e boatos, um dos mais fortes seria em relação às consequências políticas de tal decisão, uma vez que o PR (Partido da República), ao qual Mitidiero é filiado, poderia ter perdido força. Exatamente por isso, a reportagem do Mais Notícias conversou com Nonô Nardelli, presidente da legenda, que tratou de dissipar quaisquer rumores a respeito de uma crise com o governo: “Isso não existe. Para o partido, não muda absolutamente nada. O PR continua absolutamente fechado com Volpi”, afirmou, antes de explicar: “(essa decisão) é apenas parte do processo de término de mandato, uma vez que o Prefeito tem que entregar tudo em ordem para a próxima gestão. O papel do Alan será de estruturar esta passagem”.
De fato, ainda que a mudança de comando represente um choque de gestão, uma vez que os métodos de trabalho acabarão por se modificar, estamos em um ano eleitoral e, todos os integrantes da Prefeitura que, por ventura, venham a se candidatar, precisam deixar seus cargos até abril para se enquadrar com as disposições legais. Por isso, alguns certamente irão sair: “temos mais de 30 pessoas ligadas a Administração que irão concorrer em outubro”, explicou.
Nardelli não deu pistas sobre o nome que assumirá a pasta, mas ressaltou que esta pessoa não será, necessariamente, do PR: “a decisão independe de partido. Será por competência”. Ele concluiu reconhecendo as qualidades do colega de partido: “O Jorge (Mitidiero) fez um ótimo trabalho, mas temos que reconhecer que ele ficou até muito tempo. Todos nós secretários temos prazo de validade e, cedo ou tarde, teremos que deixar os cargos. Além disso, o prefeito pode fazer quaisquer mudanças que julgue necessárias, a qualquer momento”.

Compartilhe