Obras em Ouro Fino serão feitas com dinheiro emprestado

A Prefeitura de Ribeirão Pires contraiu uma dívida de mais de R$ 6 milhões com a Caixa Econômica Federal para realizar a pavimentação de 21 ruas em Ouro Fino Paulista. Utilizando-se de um recurso do PAC II, através do programa Pró-Transporte, a Prefeitura deve concluir as obras em 10 meses, no entanto, a quitação do financiamento se estenderá pelos próximos 20 anos. O aporte financeiro custará ainda o pagamento de 6% de juros ao ano.

Prestes a encerrar o mandato, Volpi deixará a dívida para seu sucessor

As ruas beneficiadas fazem parte do Jardim Sol Nascente e do Jardim Bandeirantes, bairros escolhidos por possuírem ruas de terra, linha de ônibus e demanda populacional.  Algumas vias receberam asfalto frio, mas a erosão natural causada pelo uso constante exige maior investimento nos bairros. “Já fizemos algumas obras por lá com recursos próprios. Agora retornaremos com mais qualidade”, enfatizou o prefeito Clóvis Volpi (PV).
Para a Caixa, o investimento beneficiará muitos moradores da região. “A realização dessa obra permite atender a população de forma mais ideal. Calculamos cerca de 20 mil pessoas beneficiadas direta ou indiretamente”, comentou o superintendente regional da Caixa no ABC, Everaldo Coelho da Silva.
As ruas que serão contempladas são: Jordão de Morais, Polvo, Garoupa, Dos Peixes, viela da Rua dos Peixes, Foca, Dos Pescadores, Golfinho, viela da Rua Golfinho, Bagre, Sereia e Estrela do Mar (Sol Nascente); Navajas, Fartura, Lambari, Jericó, Itatiaia, Tupiniquins, Leopoldina, Jangada e Japira (Jardim Bandeirantes).
Outras localidades – Outros dois bairros de Ouro Fino receberão, dentro dos próximos meses, benefícios em infraestrutura. O asfalto de todo o Racho Alegre já está em fase de licitação. No Jardim Aprazível, uma emenda no valor de R$ 900 mil, conquistada pelo deputado estadual Donizete Braga (PT) será responsável pela pavimentação das ruas da localidade.

Compartilhe