Nota Fiscal de Serviços Eletrônica será obrigatória em Ribeirão Pires a partir do dia 1º de maio

A partir do dia 1º de maio, a emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica passa a valer de forma obrigatória em Ribeirão Pires. Notas fiscais em papel não possuirão mais validade. Contribuintes prestadores de serviço na cidade que ainda não se adequaram à nova legislação devem ficar atentos e se regularizarem, já que a lei prevê autuações àqueles que descumprirem as determinações. De acordo com dados da Prefeitura, 70% destes contribuintes já aderiram ao novo sistema de emissão.

O sistema online utilizado para o cadastro e emissão das notas foi modernizado pela Prefeitura e está desde fevereiro disponível aos contribuintes e contadores. “A modernização do sistema traz inúmeras vantagens aos contribuintes. A emissão da Nota Fiscal Eletrônica é mais eficiente, reduz custos com aquisição de papel e com impressão, garante agilidade e segurança ao processo, entre outros benefícios”, explicou o Secretário de Finanças da cidade, Antônio Carlos Lima.

A emissão da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica dispensa o processo de escrituração fiscal, uma vez que o sistema GissOnline escritura automaticamente todas as Notas Fiscais de Serviços Eletrônica emitidas via Internet.

Além disso, o sistema, que pode ser utilizado de qualquer lugar do país, proporciona comodidade ao prestador de serviço, possui integração automática com o livro eletrônico e elimina erros de preenchimento de documentos de arrecadação e do registro de seu pagamento.

A emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica passou a vigorar no dia 1º de março, de acordo com Decreto Municipal nº 6.344, de 28 de fevereiro deste ano. Os contribuintes prestadores de serviço tiveram prazo de 60 dias para se adequar aos novos procedimentos.

As mudanças e o novo sistema foram apresentados aos contribuintes prestadores de serviço e empresas de contabilidade da cidade em fevereiro, em palestra promovida pela Secretaria de Finanças da Prefeitura.

Durante o encontro, os participantes conferiram as ferramentas do sistema de emissão, acompanharam passo a passo os principais procedimentos realizados pelo sistema, receberam material impresso com todas as informações e puderam esclarecer dúvidas. “Além da migração do formato de emissão de nota, o novo sistema inclui aperfeiçoamentos.

Explicamos essas mudanças aos contribuintes e nos colocamos à disposição para dar suporte técnico”, afirmou Fernando Pasqual, instrutor de treinamento da empresa responsável pelo sistema.

Compartilhe