Maria Inês lança site para a campanha

Na última terça-feira, dia 04, o PT apresentou o site da campanha à prefeitura de Maria Inês. O encontro contou com a presença de Beá Tibiriçá, moradores, candidatos do partido e incentivadores do projeto da candidata.

Beá Tibiriçá, dirigente do “Coletivo Digital”, palestrou no evento.

O presidente do diretório do PT, engenheiro Antônio Carlos Pereira de Souza (Carlão), abriu o evento falando sobre a importância da ferramenta de comunicação. “Quisemos fazer uma linguagem jovem, vemos a internet como forte instrumento de campanha”. Após a introdução, o presidente agradeceu Beá, por estar disposta a dividir seus conhecimentos com os presentes e entregou o microfone para Gerson Constantino, candidato a vice.

Gerson iniciou seu discurso com a afirmação de que a campanha do partido tem sido, em sua opinião, a melhor em termos de organização e que a internet será usada para fortalecer isso. “O site irá mostrar com qualidade nossos projetos e materiais”, falou o candidato que ainda reforçou que a administração da cidade será feita com a mesma potencia da campanha e ainda aproveitou para fazer uma brincadeira com o atual cenário político: “Tombem os concorrentes que tombarem, continuaremos juntos e com a cabeça erguida”, completa.

Foi neste momento que o site foi apresentado por Marcílio Duarte, gestor de comunicação digital. “A proposta é se comunicar com a juventude. Fizemos um portal fácil para as pessoas encontrarem as informações e interagirem”, explicou mostrando os recursos do site que consta com: programa de governo geral e por regiões, compromissos da campanha, interatividade com redes sociais, versão para tablet, além de uma ferramenta que possibilita a pessoa montar uma rede para conquistar votos e defender as propostas da candidata. Essa é a base da campanha “2.0” apresentada no evento e que já pode ser conferida no site www.mariainespt.com.br.

Foi então a vez da palestrante, que tem uma trajetória social respeitável. Beá é dirigente da organização Coletivo Digital e foi a responsável pela implantação da maioria dos Telecentros instalados na periferia de São Paulo, no governo de Marta Suplicy, na gestão PT. No encontro, ela reforçou a importância de se democratizar o acesso as tecnologias de informação e comunicação para toda a população.

A palestrante informou que as redes sociais virtuais só podem ter força se partirem de um rede “presencial”, de um grupo com identidade coletiva e pensamento comum. “Para ter força na internet é preciso primeiro se reconhecer como grupo social” disse e ainda colocou como importante o plano de governo do PT que reconhece isso e pretende dar ferramenta de acesso à internet para todos. “Faz parte da liberdade de expressão. Ter acesso às mídias virtuais é direito de todo cidadão, só assim é possível dar potencia de comunicação para alguns jovens que continuam invisíveis”.

Beá também colocou a importância de sermos senhores de nossos atos e lutarmos por uma democratização, criando redes por nos mesmos, ajudando, e assim fazer com que nossa comunidade tenha acesso como um todo. “É importante uma comunidade que segura a bronca e que consegue ampliar os recursos que já tem”.

A candidata Maria Inês aproveitou e endossou as palavras da palestrante. “Tão importante quanto alfabetização é dar a possibilidade de comunicação para toda a comunidade, a facilidade do acesso às novas tecnologias”, falou.

Compartilhe