Mantenha sempre sua pele hidratada, ela agradece

Fazer a hidratação diária da pele não é questão de estética, mas se trata de uma forma eficaz de prevenir diversas doenças. A proteção da hidratação impede infecções bacterianas ou fúngicas.

Com o passar dos anos, nossa pele fica mais fina, permitindo que a água presente em nosso organismo evapore para o meio externo, isso ocorre porque as glândulas sebáceas diminuem sua capacidade de produção, diminuindo a quantidade de sebo na superfície, esse por sua vez desempenha um papel importante como isolante, retendo água sob ele.

Para evitar, use o hidratante de rosto e corpo no mínimo duas vezes ao dia, de preferência após o banho. Nesta hora, procure não demorar ou abusar do sabonete. Sua penetração pode ser potencializada com uma leve esfoliação na pele, de uma a duas vezes por semana. Outro fator é não se esquecer de beber muita água, de1,5 a2 litrospor dia.

Outro ponto positivo é que atualmente, a maioria dos hidratantes possui outras substâncias como as vitaminas principalmente, C e E, que impedem a produção de radicais livres, importantes para o envelhecimento da pele, e a vitamina A, conhecida como retinol, que estimula a produção de fibras elásticas e colágenas, tornando a pele mais firme, e afina as camadas mais externas da pele, diminuindo manchas e rugas.

Procure utilizar o produto de acordo com o seu tipo de pele, sempre lembrando que não é necessário abusar da quantidade. Para escolher, observe a textura, já que cada creme possui a sua. Como exemplo, podemos citar os cremes mais densos, indicados para peles secas. No mercado, existe uma variedade de hidratantes como gel (para pele oleosa), loção (pele seca e normal), serum (pele normal) e creme (pele seca).

Usar cremes e se esquecer do protetor solar está fora de questão, pois, os raios solares são os responsáveis pela diminuição da produção de radicais livres e a degradação de fibras elásticas e colágenas, as quais predispõem ao envelhecimento da pele. O Uso do protetor solar impede queimaduras da pele, e, principalmente, o aparecimento de câncer de pele.

Compartilhe