Greve dos funcionários para a produção da Zenital

Os trabalhadores da empresa Zenital pararam a produção devido ao atrasado no salário do mês de janeiro. A greve aconteceu no começo desta semana, na porta da indústria. Segundo funcionário que não quis se identificar, o problema acontece desde o ano passado, em dezembro os funcionários também

Diretores Mauro Coelho e João Zaneti seguram documento, com as propostas de acordo segundo funcionários.

ficaram sem trabalhar pelos mesmos motivos.

O diretor do sindicado dos trabalhadores nas indústrias da construção e do mobiliário, Mauro Coelho esteve à frente e representando os trabalhadores, “a reunião foi realizada com a diretoria, e infelizmente eles não tem uma posição para o pagamento. Alegaram que a indústria passa por dificuldades financeiras, mas claro que pretendem pagar assim que for possível. Diante disso, afirmei que enquanto não houver previsão para o acerto, os trabalhadores não iram produzir”.

Para acalmar os ânimos e dar apoio, “no ano passado vocês derem seu voto de confiança, não posso pedir que o façam novamente, pois, a situação é diferente. Gostaria de deixar claro, que não posso obrigar ninguém a trabalhar nestas condições. O mesmo vale para aqueles que preferem continuar vindo, também não posso impedir que venham. Como garantia o sindicato irá levar o caso ao jurídico”, explica Mauro Coelho.

Ao lado de Mauro Coelho, estava também o diretor João Zaneti participante ativo do protesto e dos direitos dos trabalhadores. A Zenital está com mais ou menos vinte cinco funcionários e todos sem previsão de volta ao trabalho.

Repostas – A redação do Mais Notícias entrou em contato com a empresa, que não quis se pronunciar sobre a greve.

Compartilhe