Governador vem à Ribeirão Pires dar início a obras de construção do Trecho Leste do Rodoanel

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) iniciou na manhã de ontem (17), as obras do trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP 021) em Ribeirão Pires. O investimento será de R$ 2,8 bilhões – aplicados na construção, desapropriações, reassentamentos e projetos ambientais. A construção do Trecho Leste foi viabilizada pelo Programa de Concessões Rodoviárias de São Paulo. Alckmin destacou que a maior vantagem desta obra é que ela não utilizará dinheiro público. “O governo do Estado não vai colocar R$ 1 nesta obra. A concessionária pagou R$ 389 milhões adiantado para começar os trabalhos”, disse. Outros R$ 2,4 bilhões serão destinados a operação, conservação e obras de ampliação nos Trechos Sul e Leste ao longo dos próximos 35 anos.

Geraldo Alckmin destacou que a obra não utilizará dinheiro público (Foto: Gilberto Marques)

As obras deste novo trecho devem gerar 3,5 mil empregos diretos e 14 mil indiretos. Com 43,5 quilômetros de extensão, o trecho integra uma importante ligação entre as principais rodovias que passam pela Região Metropolitana de São Paulo. A previsão é que a obra seja entregue em março de 2014, prazo estimado de 30 meses de execução.

Nessa etapa inicial, serão produzidas, no próprio canteiro de obras, as peças pré-moldadas, como vigas e outras peças de concreto usinado, fundamentais para a construção da rodovia. A implantação do Trecho Leste demanda mais de 12 mil vigas, o que resulta na média de produção de 12 vigas por dia. Ao todo, o projeto contempla 16,8 quilômetros de pontes e viadutos, além de um quilômetro de túnel.

Demanda – O Trecho Leste deve receber, diariamente, cerca de 24 mil veículos. Estima-se que entre 60% e 70% desse fluxo seja de veículos pesados. Por isso, sua importância não só para o desenvolvimento econômico do Estado, mas também para o trânsito da Região Metropolitana de São Paulo, que deixará de receber tráfego com origem e destino nos sistemas rodoviários interligados pelo Rodoanel. Em conexão com o Trecho Sul e o Sistema Anchieta-Imigrantes também viabiliza uma ligação mais rápida e eficiente com o Porto de Santos e com o Aeroporto Internacional de Guarulhos.

O traçado do Trecho Leste corta seis municípios: Ribeirão Pires, Mauá, Suzano, Poá, Itaquaquecetuba e Arujá. Os acessos serão nos seguintes pontos:

– Final do Trecho Sul, junto à interligação com Av. Papa João XXIII, em Mauá;

– SP 066, em Suzano;

– Rodovia Ayrton Senna (SP 070), em Itaquaquecetuba;

– Rodovia Presidente Dutra (BR 116), em Arujá.

Compartilhe