Foresto ataca ‘herança maldita’ e pede paciência com o novo governo

Durante o segundo encontro dos vereadores neste ano, o edil Renato Foresto (PT), mais uma vez utilizou a tribuna para pronunciar um discurso inflamado contra assuntos pontuais da cidade. O tema de suas críticas nesta semana foi Administração anterior e um comportamento “estranho” do ex-prefeito Clóvis Volpi (PV).

Edil questionou atitudes da gestão anterior

O sindicalista recordou que a cidade tem sido muito mal tratada nos últimos anos. Em seguida destacou um fato curioso: “O ex-prefeito não foi na posse desta nova gestão. Na sucessão da Maria Inês (ex-prefeita, 1996-2004) a cidade precisava de várias coisas, mas entregamos uma cidade organizada. Ela compareceu na posse do Clóvis porque não devia nada a ninguém. Hoje temos ruas esburacadas, falta de segurança, dívidas, uma ‘herança maldita’ de uma Administração que nunca teve um olhar para Ribeirão”.

A seguir, Foresto pediu para que a população tivesse paciência com o novo governo porque “o novo prefeito tem muito o que fazer”. Finalizou seu discurso cobrando cada vereador para que pudessem buscar entres seus parceiros federais os recursos necessários para a cidade.

Compartilhe