Festival do Chocolate é lançado oficialmente

A noite de sexta-feira, 06 de julho, marcou o lançamento do evento mais importante da cidade de Ribeirão Pires, o Festival do Chocolate que, este ano, chega a sua oitava edição.

A tradicional degustação, onde convidados e imprensa puderam saborear alguns dos produtos que serão comercializados no Complexo Ayrton Senna durante os dias de festa também teve um clima de despedida, uma vez que, no ano que vem, a cidade estará sob nova direção, já que Clóvis Volpi deixará a prefeitura.

Chocolateiros apresentaram as delícias da festa

Ele iniciou falando sobre suas expectativas, de “que corra tudo bem”, antes de ressaltar a evolução dos últimos anos, em que foram testados diversos formatos, até se chegar ao atual: “a festa era aberta, ficou grandiosa, mas fomos obrigados a diminuí-la em prol da qualidade”. Desta forma, para esta oitava edição, são esperados 300 mil visitantes no Complexo Ayrton Senna durante os dias de festa, com uma previsão estimada de meia tonelada de alimentos arrecadados – números grandiosos, em especial se considerarmos que estamos em uma cidade com cerca de 100 mil habitantes.

Novidades – Se no ano passado a grande atração foi a Tenda Multicultural, que criou um espaço para eventos que foi utilizado até mesmo fora do período do Festival, agora a boa nova é o dia dedicado às crianças, a presença de atrações internacionais, Fernando Ferrer e Quinteto, grupo comandado pelo filho de Ibrahim Ferrer, criador do lendário grupo Buena Vista Social Club, que colocou a música de Cuba no cenário internacional, o que reforça ainda mais a mudança de estilo, com mais atrações fora da música e de perfil mais familiar: “a presença de artistas de fora ajuda na valorização dos de Ribeirão Pires, que tem que mostrar mais qualidade e profissionalismo. Vimos isso no Festival de Bandas, onde foi difícil escolher a melhor”, ressaltou o Secretário da Juventude, Esportes, Lazer e Turismo, Guto Volpi.

Desafios – Para os próximos anos, o atual prefeito elenca alguns desafios, alguns além do festival. “Primeiramente, há o desafio de se manter e melhorar a festa”, explicou Volpi, que ainda elencou alguns planos, como o Parque Industrial das Chocolateiras, uma fábrica de chocolates que seria erguida no Parque Pérola da Serra, além de implementos na gastronomia e turismo, com foco nos visitantes de final de semana: “o perfil da cidade é do turismo de três dias”, ressaltou.

Tudo isso é uma maneira para ativar a festa no restante do ano. “O chocolate dá uma cara turística para a cidade”, ressaltou Guto. “Esta não é uma festa personalizada, mas sim com participação da comunidade, da PM, da ACIARP, dos barraqueiros, chocolateiras, enfim, de todos, que são peças fundamentais para o sucesso. É uma festa que já está na cabeça do cidadão”, concluiu o prefeito.

Serviço – O Festival do Chocolate, apesar do início em 20/07, está fazendo a troca de ingressos para os shows da Tenda Multicultural desde o dia 13, em 26 pontos de troca espalhados pela cidade. Para as semanas seguintes, a distribuição terá início às segundas-feiras. Para adquirir as entradas, o interessado deve levar 3kg de alimentos não perecíveis.

Compartilhe