Falta de segurança no Centro deixa população em alerta

No último sábado, um comércio do Centro de Ribeirão Pires viveu momentos de terror, com uma crueldade poucas vezes vista na história da cidade. Um grupo de bandidos assaltou a loja no fim da noite, minutos antes de seu fechamento fazendo o proprietário e funcionários como reféns.

Policiamento será revisto

Antes de deixar o estabelecimento com o dinheiro, o grupo amarrou, agrediu e ameaçou as pessoas que, indefesas, nada puderam fazer. Este fato está longe de ser isolado, pelo contrário, está se tornando, infelizmente, rotineiro, já que outro comércio da região também foi vítima de ações criminosas recentemente.

O aumento da insegurança reflete também no comportamento da população que, cautelosa, tem mudado seus hábitos evitando, por exemplo, sair a noite, prejudicando até mesmo a economia da cidade. Contatada, a Prefeitura afirmou que a responsabilidade é da Secretaria de Segurança Estadual, mas que “participa e dá apoio em ações integradas com as polícias militar e civil” com ações como “aumento do efetivo da GCM em regiões com maior índice de ocorrências”.

A Presidente do Conselho de Segurança Comunitária, Carla Soares, afirmou que “o conselho está atento e irá discutir com as autoridades melhorias na segurança da cidade”, um assunto que, inclusive, foi pauta da reunião de ontem do órgão. Ela ressaltou que “o Conseg é a voz da população é só é forte com a participação de todos os munícipes que podem e devem comparecer às reuniões”. Os encontros são realizados em todas as primeiras quartas-feiras do mês.

PM em ação – Em contato, o capitão Carmo Junior da 2ª Cia do 30º Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento da região, explicou que a ação da PM está sofrendo mudanças. “Reassumi o batalhão recentemente (no dia 2 de maio) e estou revendo a parte operacional”, explicou.

“Estamos imprimindo um ritmo novo e em quinze dias já teremos mudanças positivas”, completou o capitão. Toda a população de Ribeirão Pires aguarda.

Compartilhe