Estresse: o grande mal do século 21

Quem nunca sofreu com estresse que atire a primeira pedra! É uma doença que está deixando muita gente atordoado. Segundo pesquisa feita pela ISMA-BR (International Stress Management Association), 70% da população do Brasil sofre com os males causados pelo excesso de estresse.

A pesquisa foi realizada em oito países (Estados Unidos, Alemanha, França, Brasil, Israel, Japão, China e Fiji) e em Hong Kong (China), com mil executivos e colocou o Brasil em segundo lugar no ranking de países com pessoas mais estressadas no mundo, perdendo apenas para o Japão.

As pessoas pensam que para evitar o estresse, deve-se também se evitar os problemas, mas não é assim que você vai ficar longe da doença do século XXI. Segundo a psicóloga clínica Drª Marisa de Abreu, não há como evitar o problema. “Basta estar vivo para os problemas surgirem, quanto mais evitamos situações que poderiam ser problemáticas mais limitamos nossa vida e ter uma vida limitada já é um problema por si só”.

Quando uma pessoa está estressada, um simples contratempo pode fazê-la ficar fora de si. “Como psicóloga já atendi pessoas que se estressavam pelo fato de estar chovendo, mesmo que ela não precisasse sair de casa”, conta Marisa. Caso você não sofra desse mal, pode se considerar um verdadeiro “sortudo”, mas como permanecer longe do estresse? Veja seis maneiras apontadas pela psicóloga Marisa de Abreu:

1 – Aprenda a dizer “não” de forma elegante e afirmativa. Ser assertivo é conseguir negar pedidos e solicitações que não sejam aceitáveis.

2 – Identifique suas forças, inclusive aquelas que muitas vezes nem são percebidas. Muitas vezes nos consideramos mais frágeis do que realmente somos. Um psicólogo pode ajudar nesta jornada.

3 – Aprenda a flexibilizar o pensamento e até mesmo a se dar uma segunda  chance. É comum pessoas a nossa volta terem tendência a “catastrofizar”, ou seja, perceber como catástrofe situações que podem ser vivenciadas de forma mais leve.

4 – Aceitar, quando for o caso, que muitas vezes as coisas simplesmente não têm outra solução. Alguns fatos da vida são realmente impossíveis de serem alterados e ao perceber que não é útil manter uma “briga” com eles, conseguimos olhar para frente e para as coisas que realmente podemos mudar, mantendo a serenidade.

5 – Aprenda a respirar de forma profunda e tranquila – isso ajudará a manter a cabeça também tranquila.

6 – A melhor forma de evitar o estresse é se “blindar” emocionalmente , ou seja desenvolver resistência suficiente para não se abater com as dificuldades da vida.

Compartilhe