Escolas Municipais realizam eventos diversos

Algumas escolas da Rede Municipal de Ensino realizaram, no último sábado, dia 19, eventos diversos que promoveram a cultura e a integração interdisciplinar dos alunos. A Escola Municipal Mercedes D’Orto, do Jardim Aprazível, Ouro Fino, deu a oportunidade para pais e alunos conhecerem o aquário de Santos. O passeio, incluiu lanche na orla.

A exposição de releituras de obras de Romero Brito ampliou a visão cultural dos alunos

Entre pais e alunos, cerca de 100 pessoas estiveram no passeio. “A oportunidade aos pais foi incrível”, afirmou a diretora da escola, Valquíria de Araújo. “Quando surgiu a ideia, os pais se empolgaram tanto quanto as crianças, já que setenta por cento deles também não conheciam o aquário e a praia”.

A Escola Municipal Sebastião Vayego de Carvalho, também localizada em Ouro Fino, realizou a Festa do Sorvete, em homenagem ao encerramento de atividades dos alunos do Ensino Fundamental I.

Os alunos puderam realizar, para os pais e moradores presentes, apresentações de dança, música e teatro. Ao todo foram sete exposições diferentes, envolvendo todos os alunos na faixa etária de quatro a nove anos. Entre as apresentações, as crianças da 4ª série elaboraram um vídeo onde apresentaram histórias infantis. “Foi uma forma diferente de participar, utilizando inclusive outras opções tecnológicas, o que é importante para que os alunos passem a conhecer novos recursos”, afirmou a diretora da escola, Solange Cavenaghi.

Já a Escola Municipal Herbert José de Souza realizou uma mostra cultural com releituras de Romero Brito feitas pelos próprios alunos da escola. Todos eles, que estão na faixa etária de dois a sete anos, participaram do projeto.

Os trabalhos foram criados desde agosto deste ano. Durante a elaboração, os alunos puderam conhecer mais sobre as obras desse artista brasileiro, além de trabalharem com as releituras, fazendo criações inclusive tridimensionais. “O objetivo do projeto, que foi idealizado pela diretora, professores e coordenadores da escola, era justamente ampliar a visão cultural dos alunos”, afirmou o coordenador pedagógico Rafael Marques da Silva.

Pais e supervisores pedagógicos, além da secretária de Educação e Inclusão, Rosi de Marco, estiveram presentes durante a mostra, que reuniu mais de dez obras.

Compartilhe