Dúvidas mais frequentes das gestantes – Afinal de contas, de quantos meses estou?

Uma das perguntas mais frequentes das gestantes é: “Qual minha verdadeira idade gestacional?”.

Os médicos contam em semanas e não meses. É simples: basta dividir por 4, afinal, o mês tem em média 4 semanas e uma gestação dura 9 meses. Porém, quando as mamães fazem as contas para ver quando é o dia provável do parto, essa data nunca coincide com a data prevista pelo médico. Daí surge a dúvida: “Será que o Doutor se confundiu? Errou as contas?”. A resposta é não e você já vai entender o porquê.

Mamães acham que os médicos contam igual a elas, mas não é bem assim

O grande problema é que as mães acham que os médicos contam igual a elas e não é bem assim.

Para a mãe, a gravidez começa quando a menstruação falha e, 9 meses após, será a data provável do parto, porém, essa conta não é totalmente confiável devido às irregularidades menstruais.

O Ultrassom é o método mais confiável e vai dizer realmente com quantas semanas de gestação a mãe está, e quando realizado no início (até 12 semanas), o erro na definição da data pode chegar à apenas 3 dias. Mas para saber os meses da gestação não basta dividir estas semanas por 4, porque pela conta do médico,  a gravidez começa a partir do 1° dia da última menstruação, ou seja, um mês antes da conta da mãe. Então, para o médico, a gestação dura 10 meses (40 semanas) e isso causa grande confusão entre as futuras mamães e os médicos.

Então, para a mamãe saber de quantos meses está, é só pegar as semanas do Ultrassom, dividir por 4 e tirar um mês. Por exemplo:

Idade do Ultrassom = 20 semanas

20 ÷ 4 = 5 meses

5 – 1 = 4 meses.

= 4 meses pela conta da mãe.

Mas, afinal, quando o meu bebê foi gerado?

Se quisermos nos aprofundar mais, existe ainda uma outra conta: a conta do embriologista, que considera o tempo real de uma gestação, ou seja, a partir da data da fecundação (o dia que o feto foi gerado).

Bem, recordando, o obstetra considera o início da gestação como o 1° dia da última menstruação. A mãe considera o dia que a menstruação falha e o embriologista considera o dia provável da ovulação da mãe, ou seja, no meio do ciclo menstrual.

Exemplo:

20 semanas = 5 meses (conta do Obstetra)

20 semanas = 4 meses (conta da mãe)

20 semanas = 4 meses e meio (conta do Embriologista)

Se a mãe está com 20 semanas é só subtrair 18 semanas que terá o dia aproximado que o feto foi gerado.

Obs.: Após definir a data provável da fecundação, considerar aproximadamente 3 dias para mais e para menos, pois desta forma não é possível definir o dia exato da fecundação.

Dr. Valberto Fusari Jr.

Médico Ultrassonografista

Responsável pelo setor de Ultrassonografia do Laboratório IPAC

CRM 109.792

Compartilhe