APRAESPI propõe destino para cobertura da antiga rodoviária

A APRAESPI (Associação de Prevenção, Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa com Deficiência de Ribeirão Pires) sugere um destino útil para a cobertura da antiga rodoviária, que está sendo removida e embalada. A entidade solicita o material para cobrir sua nova unidade, na Avenida Santa Clara.

A cobertura poderia ser usada na ampliação do COPAR

Segundo dirigentes da associação, “o novo espaço atende jovens em Ensino Profissionalizante, e a APRAESPI vê com muita esperança a possibilidade da Prefeitura ceder a cobertura que esta sendo retirada da antiga Rodoviária”.

Atualmente, o número de jovens que procuram o COPAR (Centro Ocupacional Profissionalizante Adélia Redivo), para atendimento em Ensino Profissionalizante Básico é muito alto, por isso, a APRAESPI resolveu ampliar as oportunidades em uma área recém adquirida próxima ao Centro Ocupacional.

Agora, a APRAESPI pede o apoio dos vereadores, do prefeito e da população para que o pleito se concretize e que seja dada uma utilidade para o que restou da Velha Rodoviária.

A Prefeitura, por sua vez, informou que “a cobertura da antiga rodoviária, pertencente à Prefeitura, está sendo retirada e será guardada em espaço próprio da Prefeitura, para futura reutilização”. A Municipalidade não descartou a hipótese da doação, no entanto, ela deixa claro que a priori os materiais já possuem destino certo e devem integrar o novo visual do pátio da SEJEL (Secretaria de Esporte, Juventude, Lazer, Cultura e Turismo).

Compartilhe