Volpi: “encontramos o melhor formato para o Festival”

Após o final de mais uma edição do Festival do Chocolate, Ribeirão Pires, além de se preparar para o que acontecerá no ano que vem, também contabiliza mais um recorde, o de arrecadação de alimentos. Este ano, com as trocas de ingressos, o público doou cerca de 300 toneladas de alimento, três vezes mais do que em 2011.

Atrações culturais tiveram grande público

Em uma prova de que o formato foi aprovado, nada menos do que 312 mil pessoas passaram pelo Complexo Ayrton Senna e pela Vila do Doce, que teve atrações dominicais durante os 12 dias de evento, aproveitando as 130 atrações culturais como apresentações de música, dança, teatro e exposição de artes além, é claro, dos shows musicais da Tenda Multicultural. Mesmo tendo entrada gratuita, a festa trouxe lucros para cidade e os comerciantes que, comercializam um sem número de produtos, entre alimentos e souvenires, dentro e fora do Complexo. Com isso, segundo a organização, a movimentação financeira desta edição atingiu a marca dos R$ 4,8 milhões.

“O Festival do Chocolate evoluiu nesses oito anos, ganhou destaque e hoje é o principal evento da cidade. A festa movimenta a economia, garante lazer e entretenimento e ainda contribui com famílias que necessitam de auxílio, com a arrecadação de alimentos que neste ano chegou a marca de 300 toneladas”, afirmou o prefeito Clóvis Volpi, antes de concluir: “os resultados e a boa avaliação pelo público indicam que encontramos o melhor formato para o Festival. Dedicar os domingos ao público infantil foi uma das maiores novidades dessa edição, que atraiu ainda mais famílias para o evento. Nosso principal objetivo foi alcançado: realizar uma festa com segurança, conforto, que divulgue Ribeirão Pires e a hospitalidade dos moradores da cidade, contribua para as questões sociais e que, acima de tudo, preserve o espírito e o espaço familiar”.

O público ficou muito animado com as atrações musicais

Compartilhe