Viaje com segurança e aproveite as férias

Para aqueles que vão viajar de carro ou até mesmo deixar o veículo em casa, o jornal Mais Noticias dá dicas de como aproveitar férias de fim de ano evitando dores de cabeça.

Aproveite com segurança sua viagem

Primeiramente, deve ficar claro que as revisões devem ser feitas com a cada seis meses ou a cada10.000 kmrodados. Se o veículo ainda não completou seis meses desde a última revisão, não é necessário faze – lá de novo. O importante é não deixar a revisão para antes da viagem. “As pessoas devem procurar fazer a revisão um mês antes de qualquer viagem”, aconselha Edgard Sergio Bela proprietário Carburauto Mecânica.

Para viajar em segurança, o carro deve estar preparado para pegar a estrada. Por isso, faça a revisão para verificar o funcionamento dos equipamentos obrigatórios, como extintor de incêndio, triângulo de sinalização, faróis e luzes, pneus e estepe, freios e suspensão, combustível e óleo, limpadores de pára-brisas, desembaçador traseiro, sistema elétrico do carro, fazendo a revisão do nível de carga da bateria. “A revisão preventiva além da verificação mecânica, procura ver o estado geral do veículo, esse deve também estar bem conservado”, explica Edgard Sergio.

Conforme o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) existem outros equipamentos obrigatórios que variam conforme o tipo de veículo. Para saber quais são, verifique a Resolução 14/98 do Contran, disponível no site www.denatran.gov.br no ícone Legislação. O não funcionamento destes equipamentos segundo o CONTRAN (Conselho Nacional de Transito) é infração grave, multa de R$ 127,69 e cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Os documentos do veículo também devem estar em dia, pois, são de extrema importância. O condutor deve estar com a CNH ou PPD (Permissão para Dirigir) válida e CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), caso contrario acarretará em infração leve, três pontos no prontuário do condutor, e multa no valor de R$ 53,20. O comprovante de pagamento do licenciamento não pode ser aceito em hipótese alguma como documento do carro.

Para aqueles que vão deixar o carro na garagem, os especialistas afirmam que o automóvel pode ficar desligado por até 30 dias sem apresentar problemas. Se o prazo for superior, o ideal é ter alguém de confiança que possa trafegar com o veículo.

Existe também a possibilidade de deixar o automóvel em estacionamentos próximos a sua casa ou nos aeroportos. No aeroporto de Guarulhos, por exemplo, há o serviço com vigilância 24 horas, com fácil acesso pela Dutra, traslado grátis 24 horas e a apenas quatro minutos do Aeroporto de Cumbica, com o proprietário podendo levar a chave com custo entre R$ 145 e R$ 180. Em Congonhas, o estacionamento conta com um moderno edifício garagem, com vagas cobertas e descobertas, sua diária é de R$ 63.

Compartilhe