Vereadores se despedem e desejam sorte à nova Legislatura

A última sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Ribeirão Pires, não só deste ano, mas do quadriênio (2009-2012), além do tradicional atraso de quase uma hora, serviu de palco para despedidas e votos de sucesso para a nova Legislatura. Todos os vereadores utilizaram a tribuna para declarar algumas palavras de incentivo.

Uma sessão extraordinária ainda deve ser realizada na semana que vem

O presidente da Casa, Gerson Constantino (PSD), que encerra seu trabalho como vereador disse deixar a Casa para “alçar outros vôos”. “Desejo à nova Câmara e a seu futuro presidente ou presidenta sucesso  na condução e administração desta Casa porque é o nosso futuro quanto cidade que está em jogo”, disse. Antes de concluir suas palavras, Gerson ressaltou as conquistas da Câmara durante sua gestão e garantiu que a reforma do prédio para acomodar os novos vereadores será concluída ainda este ano.

José Vicente de Abreu (PR) reconheceu o trabalho prestado pelos funcionários da Casa além de destacar que o futuro prefeito saiu da bancada da Câmara. Antes de encerrar, fez uma critica positiva sobre a atuação da imprensa. “É através da crítica da oposição que encontramos nossos erros”.

Jorginho da Autoescola (DEM), João Lessa (PSDB) e Antônio Muraki (PTB) destacaram a união do grupo e o trabalho desenvolvido ao longo de anos. Dos três, apenas Jorge foi reeleito, Lessa e Muraki deixam a Câmara após mais de 16 anos de serviços juntos ao Legislativo. “Saio de cabeça erguida e deixo a política apenas por enquanto”, garantiu Lessa.

Mesmo com experiência de vários mandatos, Edson Savietto, o Banha (PDT) destacou que os últimos anos foram de aprendizado político. “Cada vereador aqui foi atrás de deputados em busca de recursos para a cidade. Levantamos e conduzimos discussões de relevância para o desenvolvimento da cidade e isso foi uma grande lição”, apontou Banha.

Emocionado, Arnaldo Sapateiro expôs sua dificuldade de se tornar um vereador tendo partido de um ponto de descrédito. “Não é fácil um peão de obra chegar aonde cheguei”, comentou. Arnaldo foi reeleito e ocupará uma cadeira no próximo quadriênio.

Diva de Souza (PR) encerrou o uso da tribuna livre se despedindo dos colegas que deixarão a Casa e dando boas vindas aos novos vereadores eleitos e os reeleitos.

Compartilhe