Vereadores questionam SPMar sobre impactos do Rodoanel

Vereadores e secretários de Ribeirão Pires, se reuniram na tarde da última terça-feira com representantes da SPMar (concessionária que atua na construção do Trecho Leste do Rodoanel), para esclarecer uma série de dúvidas a respeito das obras.

O diretor executivo da Concessionária SPMAR, Alberto Lodi, acompanhado de engenheiros responsáveis pela obra do Trecho Leste do Rodoanel, ouviram atentamente as reclamações que Dulcimara Alves, secretária de Planejamento Urbano, Habitação, Meio Ambiente e Saneamento Básico (Sephama) e Carlos Lima, Secretário de Assuntos Estratégicos e os vereadores presentes apresentaram, em especial a respeito dos diversos prejuízos que a cidade tem contabilizado com as obras.

“As reclamações, que não são poucas, não vão para o Executivo, e sim para nós vereadores. Hoje, em qualquer bairro que visitamos, a população se mostra indignada. Todos aqui foram eleitos pela população, então temos a obrigação de resolver esse transtorno que a cidade inteira está enfrentando”, disse o presidente da Câmara Banha (PDT).

A SPMar ressalta que ficará na cidade por 35 anos, já que é responsável pela manutenção e preservação do Trecho Leste. “Não há a mínima possibilidade de a SPMar sair da região antes desse período, temos um contrato assinado com o Governo do Estado e vamos cumpri-lo”, informou Alberto Lodi.

Os vereadores também questionaram sobre as vias que ficaram deterioradas após a passagem dos caminhões da obra. “Todo e qualquer impacto que a obra dessa magnitude esta gerando será recuperado e cuidado, principalmente as vias por onde os caminhões passam. A SPMar, junto com a Contern, irá recuperar e manter as vias da mesma forma que encontramos e até melhores”, afirmou Lodi.

Além disso, o diretor-executivo da concessionária também reforçou a questão da nova alça de acesso para Ribeirão Pires, não prevista no projeto original e que depende ainda da aprovação do Governo do Estado (mais especificamente da Artesp) para ser iniciada. Ele ressaltou que “a alça esta 99,9% garantida na cidade”. Uma nova reunião esta marcada para o próximo dia 18 e documentos referentes a obra serão apresentados aos vereadores.

Compartilhe