Vereador leva operadoras de celular ao Ministério Público

Moradores da IV Divisão que são usuários do sistema de telefonia móvel poderão se beneficiar com uma ação movida pelo vereador Saulo Benevides (PMDB), contra empresas de telefonia (Claro, Nextel, Tim, Vivo e Oi). Na última sexta-feira, o vereador abriu uma representação no Ministério Público exigindo que as empresas ofereçam serviço de qualidade na região, uma vez que há, no Código de Defesa do Consumidor, um artigo que obriga a qualidade na prestação desse tipo de serviço independente do pagamento de franquia mensal.

Saulo e Dr. Adriano Koschnik, seu advogado, deram entrada na representação na última sexta-feira

Saulo acredita que a ação obrigará as operadoras a resolver o velho problema de sinal que há no bairro. Antes de iniciar o processo, o vereador afirma que recebeu inúmeras denúncias em seu gabinete e que ele mesmo constatou os problemas que existem na área. “Fui à IV Divisão com celulares de cada uma dessas operadoras e não consegui completar sequer uma ligação”, relatou.

Não há uma data limite para que as empresas tomem providências e, enquanto isso, os problemas de sinal continuarão intermitentes na região mesmo com a recente instalação de uma antena refletora.

Atendendo aos questionamentos de nossa reportagem, a Nextel esclareceu que realiza esforços constantes para oferecer um serviço de qualidade aos seus clientes, realizando frequentemente testes de monitoramento de rede, investindo os recursos necessários para a melhoria de sua cobertura sempre que possíveis instabilidades são identificadas. A empresa informa que analisará o caso relatado e avaliará eventual necessidade e possibilidade técnica de correções, reafirmando seu compromisso com o bom atendimento a seus clientes. As demais companhias, até o fechamento desta edição, não se manifestaram sobre o caso.

Compartilhe