Vazamento de gás natural causa interdição de avenida

Humberto de Campos teve trecho interrompido no último fim de semana

Na última sexta, a Avenida Humberto de Campos, no Centro Alto, foi interditada em decorrência de um forte cheiro de gás que era sentido na região. De imediato, moradores entraram em contato com a Defesa Civil. O órgão acionou a Comgás, que detectou um vazamento na rede de gás natural que corre a via.

Foi necessário perfurar o solo para localizar e sanar o vazamento, em intervenção que se alongou até o fim da tarde de sábado. Via assessoria, a empresa afirmou que foi localizado um furo considerado “pequeno, de apenas 2 milímetros de diâmetro” e que, apesar do susto, “não vazou uma grande quantidade de gás”, com “risco mínimo” e “não prejudicial à saúde dos moradores, já que, por ser um lugar aberto, o gás se dissipou na atmosfera”. As causas do incidente ainda estão sendo investigadas.

Serviço na cidade – Recentemente, a empresa foi alvo de discussões na Câmara, por conta de um requerimento de autoria do vereador Gabriel Eid Roncon (PR) cobrando a extensão do serviço em Ribeirão Pires. Com apoio do deputado estadual Orlando Morando (PSDB), presidente da Frente Parlamentar em Apoio a Exploração do Gás Natural, a Congas deve oferecer o serviço às empresas da cidade ainda este ano.

Quanto ao serviço residencial, ainda não há prazo para que ele seja oferecido. Entretanto, pode entrar no próximo planejamento quinquenal da empresa, que será finalizado em março de 2014.

Compartilhe