TSE autoriza e PSD, de Koiti, passa a existir oficialmente

Por Danilo Meira

Por 6 votos a 1 os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovaram, no final da noite da última terça-feira, dia 27, o registro do Partido Social Democrático, o PSD, partido fundado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab que, desta maneira, está apto a disputar as Eleições 2012.
Com isso, os vereadores Koiti Takaki, Zé Nélson e o presidente da Câmara Municipal, Gerson Constantino passam, oficialmente, a integrar a nova legenda na condição de fundadores – e de presidente, no caso do primeiro.

“Vamos fazer uma oposição inteligente”, adianta Koiti

Koiti analisou a decisão: “De acordo com a votação, o PSD existe oficialmente, com isso já elaboramos todos os documentos e todos os registros serão feitos. Vamos discutir o que será do partido em Ribeirão Pires”. Para o presidente provisório do partido na região, o PSD veio para fazer frente ao Executivo de forma responsável e sensata. “Vamos fazer uma oposição inteligente. O que for polêmico vamos discutir e o que tiver que vetar, vamos vetar”.

Entenda o caso – A pendência que existia e foi avaliada pelo TSE era a questão da validação de assinaturas certificadas por cartórios eleitorais que não foram analisadas pelos juízes de alguns Tribunais Regionais Eleitorais. Eram necessárias 490 mil e o PSD apresentou 538 mil, mas uma parte havia sido certificada somente por cartórios.
O entendimento do TSE é que a certificação dos cartórios seria suficiente para o registro do partido, ainda que 27 mil delas tenham sido declaradas inválidas por erros formais, problemas de grafia ou ilegibilidade.

Compartilhe