Tarcísio e Glória – Bodas de Ouro

* Por Dr. Josenito Barros Meira, advogado

Bodas de ouro, termo oriundo do latim que, em português, significa “promessa”, é nome do período que se dá quando um casal completa 50 anos de casamento.  Aí se festeja o aniversário da união, ocasião em que se renovam as promessas feitas na celebração do casamento, havendo casais que o faz em cerimônia religiosa tal qual a inaugural.

É raro, apesar do avanço da medicina que proporcionou o aumento da longevidade, algum casal completar 50 anos de convivência, porque, nesta época, pelo menos um dos dois já se foi desta para uma etapa melhor. No meio artístico isso é quase impossível, por conta do moderno hábito de uniões pouco duráveis.

Mas eis que temos uma importante exceção: o casal Tarcísio Meira e Glória Meneses, um dos casais de maior sucesso na arte cênica brasileira, está completando bodas de ouro. Esses dois artistas são responsáveis por momentos importantes do nosso entretenimento até os dias de hoje. Com certeza, é um exemplo a ser seguido por outros casais, posto que sempre haja prejuízo nas trocas de parceria marital, especialmente entre as crianças oriundas da relação descontinuada.

Apesar de ser motivo de uma “big festa”, Tarcisio e Glória consideram o momento uma coisa trivial. Entrevistados, disseram: — Não vamos comemorar as bodas de ouro porque comemoramos todos os dias. Não existe receita para um casamento feliz, o segredo é viver um dia após o outro.

O ator, conforme falou ao Jornal Zero Hora, revelou ainda que o casal nem se dá conta do tempo que está junto, exceto quando alguém pergunta. Glória concordou e brincou, sorrindo: — As pessoas sabem mais que a gente.

Se não fosse cômico seria trágico! Uma grande comemoração seria uma boa oportunidade de endeusar este grande momento a ser desejado pelos jovens casais que dão pouco valor a uma união realmente estável, especialmente visando um futuro regular para as crianças advindas desta relação, isto porque o melhor presente para os filhos é a presença de pais e mães unidos em família.

Porém, melhor alvitre é comemorar estas bodas do jeito que der. Pode ser vendo ou revendo o trabalho da dupla, que se encontra na ativa no teatro e na televisão. Que Deus a proteja e permita que prossiga nos proporcionando grandes prazeres teatrais e televisivos, porque sem ela a arte estaria inacabada.

Compartilhe