Simulador de direção chega a Ribeirão Pires

A partir de agora, o processo para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) está mais rigoroso. Desde o último dia 1º de janeiro, entrou em virou a resolução 444 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que determina aos novos motoristas ao menos cinco horas de aulas obrigatórias em um simulador de direção que deverá ser instalado nas autoescolas de todo o país.

Simulador

Equipamento é pré-requisito para quem deseja tirar habilitação

As aulas serão de 30 minutos cada e realizadas antes do início da parte prática que, por sua vez, se mantém inalterada, com a exigência de ao menos 20 aulas de 50 minutos de duração. A nova regra vai elevar em até 20% o valor gasto na emissão do documento. Antes da mudança, o custo da permissão para dirigir era de aproximadamente R$ 1,2 mil, segundo a Federação Nacional das Autoescolas (Feneauto). Agora, o valor deve subir para R$ 1,5 mil.

Em Ribeirão Pires, o primeiro simulador foi instalado no CFC Boa Vista. Segundo o instrutor Cristiano Augusto Carretoni, é um instrumento importante para formação dos condutores: “ele apresenta diversas situações que o condutor irá enfrentar, como chuva, neblina, trânsito intenso, pista escorregadia e até mesmo parada em postos de gasolina. Com isso, pode ter uma noção inicial”, conta. O grau de dificuldade das atividades aumenta a cada aula. Apesar de obrigatórias, as aulas no equipamento não são eliminatórias.

À primeira vista, o equipamento, que custa cerca de R$ 40 mil, lembra uma máquina de fliperama. Mas, olhando atentamente, percebemos as diferenças. Além das três telas que permitem uma visão em 180°, há um banco ajustável, cinto de segurança, painel e os comandos mais comuns dos carros, como pisca-alerta, painel de velocidade, alavanca de câmbio, do freio de mão e acionador do limpador de para-brisas. Fora isso, o equipamento possui uma câmera que filmará o aluno durante a aula e também um leitor biométrico para que o mesmo se identifique, como é feito nas outras etapas do processo de obtenção da CNH.

“O processo fará com que os alunos tenham uma formação mais completa”, completa Cristano. O equipamento, que está no CFC Boa Vista deve começará ser utilizado nos próximos dias e tem um custo aproximado de R$ 40 mil. Mais informações podem ser obtidas na escola, que fica na Rua Euclides da Cunha, 117 ou pelo telefone 4823-8178.

Compartilhe