Silotti comandará o Desenvolvimento Econômico Municipal

O empresário Paulo Silotti foi indicado como futuro secretário de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda de Ribeirão Pires durante o governo de Saulo Benevides. Silotti , proprietário de uma marmoraria que leva seu nome, esperava por uma indicação e se mostrou satisfeito com a confiança que o novo Chefe do Executivo deposita sobre ele.

Paulo Silotti quer facilitar processos de investimentos na cidade

O próximo secretário estava filiado no PSD e iria concorrer como candidato a vereador durante as eleições deste ano. Com a ida da legenda ao ciclo de apoiadores do PT, Silotti se manteve neutro. Após desfiliar-se da sigla e se manter como apoiador de Saulo, o empresário recebeu uma promessa de que poderia participar de uma possível composição. “Já havia uma conversa prévia, a indicação agrada e a secretaria era uma das opções”, diz Silotti.

Hoje sem partido, o indicado tem recebido ofertas para se filiar em diferentes grupos, embora ainda não tenha tomado qualquer decisão. “Possivelmente irei para o PMDB, mas ainda é cedo para afirmar”, revela.

Mesmo antes de assumir a Pasta, Silotti já iniciou uma interessante articulação para colaborar com seu serviço público. Segundo ele a intenção será de agir como facilitador para que o processo de se investir na cidade seja agilizado. “Ao fortalecer as relações com empresários e tornar o processo de investimento mais dinâmico abriremos espaço para o progresso econômico local”, ressalta Paulo ao acrescentar: “Esse é um trabalho que não precisará de despesas. Empenho é diferente de gasto e tenho pensado muito sobre isso”.

Saulo Benevides (PMDB) aposta na indicação: “O Silotti tem experiência na cidade, conhece boa parte do empresariado e tem um senso crítico centrado. Não tenho dúvidas que a sua indicação irá trazer para a cidade muitos investimentos”.

Membro ativo e influente de associações filantrópicas na região, Silotti vem trabalhando em construções sociais. No Rotary Clube de Ribeirão Pires, onde atuou como presidente, Paulo pôde desenvolver projetos de auxílio humanitário e colaborar para que várias pessoas despertassem um desejo por aliviar os fardos daqueles menos favorecidos. “Valorizo muito o que já foi feito e acredito que quando há renovação, a cidade progride melhor”, completa.

Compartilhe